Menina de cinco anos foi jogada no Rio Taquari ainda com vida

Foto: divulgação

Encerrado o inquérito sobre o caso que chocou o Rio Grande do Sul neste mês. O homem de 35 anos foi indiciado pelo estupro e o assassinato de Ágatha Rodrigues dos Santos, ocorrido às margens do Rio Taquari, em Lajeado. Segundo o laudo emitido pela perícia, a menina foi jogada ao rio ainda com vida, após ser estuprada, e a morte foi causada por asfixia por afogamento.

O assassino está preso desde 4 de setembro, data do homicídio. Ele foi transferido do Presídio de Lajeado por questão de segurança.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327.

Continua a notícia...

A mãe da menina também foi indiciada por entregar uma menor incapaz para uma pessoa inidônea, e por isso precisou assinar um termo circunstanciado. É um delito de menor grau, que não resulta em prisão. O caso apurado pelo delegado substituto da Delegacia da Mulher (Deam), Humberto Röehrig, agora vai para o Judiciário. Dez pessoas foram ouvidas durante as investigações.

Fonte: Portal Agora no Vale

Deixe um comentário