Governo cria nova bandeira da conta de luz no valor de R$ 14,20/kWh

Foto: divulgação

A Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (CREG), formada pelo governo Bolsonaro para enfrentar a crise hídrica, anunciou nessa terça-feira (31), que determinou à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a implementação de nova bandeira da conta de luz, chamada de bandeira “Escassez Hídrica”, que trará aumento de 6,78% na tarifa média.

A nova bandeira valerá para todos os consumidores de 1º de setembro de 2021 a 30 de abril de 2022, por R$ 14,20/kWh. As exceções ficam por parte dos moradores do estado de Roraima e os cidadãos de baixa renda que aderem à tarifa social da conta de luz. Este novo reajuste contraria decisão da própria Aneel, anunciada na última sexta-feira, de manter a conta de luz no patamar da bandeira vermelha.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327. Continua o texto...

O governo justificou o aumento por conta do alto custo de geração de energia através das usinas termelétricas, que substituem as hidrelétricas neste momento de seca. “A arrecadação já realizada via Bandeiras Tarifárias, no atual patamar vermelho 2, é insuficiente para fazer frente aos custos reais observados e previstos, considerando a garantia do suprimento eletroenergético”, afirmou o Ministério de Minas e Energia.

A conta de luz teve seu primeiro aumento em junho, pouco depois do governo anunciar que o país passaria em 2021 pela maior crise hídrica em 91 anos. O ministério ainda anunciou outros reajustes dentro da bandeira vermelha nos meses seguintes, até estabelecer nesta terça a nova bandeira para o momento de crise.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário