Mais de duas toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidos em Tenente Portela e Miraguaí

Foto: MP/RS

Agentes da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar fiscalizaram na quarta-feira, 25 de agosto, um estabelecimento no município de Miraguaí. Mais de 650 kg de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidos e inutilizados durante a ação.

Conforme o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Segurança Alimentar, Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, os principais problemas encontrados no local vistoriado foram produtos com prazos de validade vencidos ou sem prazos de validade, sem procedência e rotulagem, sem certificação sanitária dos órgãos competentes, dentre outras.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327. Continua o texto...

A fiscalização contou com a participação de servidores do Gaeco – Segurança Alimentar e representantes da Vigilância Sanitária Municipal de Miraguaí, das Secretarias de Estado de Agricultura e de Saúde, da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor e da Patrulha Ambiental da Brigada Militar.

Já em Tenente Portela os Agentes da Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar fiscalizaram na última terça-feira, 24 de agosto, seis estabelecimentos no município. Aproximadamente 1.470kg de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidos e inutilizados durante a ação.

Conforme o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) – Segurança Alimentar, Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, dois comércios foram interditados parcialmente por questões de higiene. Além disso, os principais problemas encontrados nos locais vistoriados foram produtos com prazos de validade vencidos, produtos de origem animal sem procedência e rotulagem, prática de atividade industrial em área de comércio, venda de produtos provenientes de indústrias sem licença de funcionamento, dentre outros.

A fiscalização, que ocorreu a pedido do promotor que atua em Tenente Portela, Miguel Germano Podanosche, contou com a participação de servidores do Gaeco – Segurança Alimentar e representantes da Vigilância Sanitária Municipal de Tenente Portela, das Secretarias de Estado de Agricultura e de Saúde e da Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor.

MP/RS

Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Tenente Portela
Miraguaí
Miraguaí
Miraguaí
Miraguaí

Deixe um comentário