Morte de secretária da Educação e do marido deixa Gravataí em luto oficial

Foto: Reprodução Facebook

A Prefeitura de Gravataí, na região Metropolitana, decretou três dias de luto oficial, e a Câmara de Vereadores, uma semana, em função das mortes da secretária da Educação Sônia Oliveira e do marido dela, Ricardo Abreu, confirmadas nesta terça-feira.

Ambos tiveram os corpos encontrados em um camping de Gramado, na Serra. A suspeita é de que tenham morrido por inalação de gás, usado para abastecer o veículo do casal.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327.

Continua a notícia...

“Uma das figuras públicas mais queridas de Gravataí, com dezenas de anos de atuação na política, filha do ex-prefeito e ex-deputado estadual Dorival de Oliveira, Sonia deixa os filhos Felipe e Karolline e o neto Arthur”, cita a nota oficial da Prefeitura.

No mesmo decreto, o prefeito Luiz Zaffalon suspendeu as aulas na rede municipal, nesta quarta-feira. Até as 21h, não havia informações sobre os atos fúnebres.

Presidente do MDB de Gravataí, Sônia era aliada e amiga pessoal do ex-prefeito Marco Alba.

De acordo com informações repassadas pelo gabinete da deputada estadual Patrícia Alba (MDB), esposa do ex-prefeito, o casal permanecia incomunicável, pelo menos desde o fim dessa segunda-feira. O retorno a Gravataí era esperado para o turno da noite, já que 1º de agosto é um feriado municipal.

Fonte: Rádio Guaíba

Deixe um comentário