Ministério da Saúde confirma redução do intervalo entre doses da vacina da Pfizer de 12 para três semanas

Foto: divulgação

O Ministério da Saúde confirmou que o intervalo entre as doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech será mesmo alterado de 12 para três semanas, mas que ainda analisa o “melhor momento” para colocar a nova medida em prática.

Em nota, a assessoria de imprensa da pasta informou que o assunto está sendo analisado pelo governo federal junto das secretarias estaduais e municipais de Saúde.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327.

Continua a notícia...

Atualmente, o prazo entre a primeira e a segunda doses recomendado pelo ministério é de 12 semanas, almejando a rápida imunização de uma parcela mais ampla da população. No Rio Grande do Sul, o intervalo está em 10 semanas, e a ideia do governo estadual era de voltar a ampliá-lo para 12 semanas a partir da liberação de novos lotes.

De acordo com o ministério, “o ajuste não prejudicará a manutenção do ritmo acelerado de vacinação no país e acompanhará o cronograma de recebimento de doses para garantir que não haja atraso na aplicação dos imunizantes”.

Gaúcha ZH

Deixe um comentário