Dentro do Jogo: A bola punindo o colorado

Muricy Ramalho ex-técnico fala que no futebol a bola pune, se tem a chance de matar o jogo mate e não desperdice. O Inter foi castigado pela bola, ou melhor, pelos pênaltis.

O colorado foi melhor que o Olimpia na partida teve maior volume, chances claras e presença no ataque, mas tudo foi desperdiçado.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327.

Continua a notícia...

Poderia ter ganhado e se classificado sem nenhum problema. Bem na defesa, mas falhando no ataque, o goleiro Daniel pouco trabalhou os paraguaios raras vezes incomodaram e quando chegavam era sem perigo real.

As duas bolas que poderiam ter dado outro rumo para a partida, acabaram punido o Inter porque foram totalmente desperdiçadas por dois jogadores que estavam bem na partida.

Edenilson até então 100% nos pênaltis, mostrou para o goleiro aonde iria bater e perdeu. E Tiago Galhardo nas séries de cobranças mandou pra longe o sonho do tri, uma batida muito feia.

Não gosto muito de criticar jogador, mas desta vez é impossível não colocar  o peso maior da desclassificação na conta deles.

Realmente a bola pune o colorado falha quando não deveria e da adeus a Libertadores. Agora só resta o brasileiro e a equipe terá que responder muito mais para conseguir voltar na competição continental em 2022.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Ricardo Duarte / Assessoria Inter

Deixe um comentário