Dois bombeiros estão desaparecidos após combate ao incêndio em prédio da SSP

Foto: Reprodução redes sociais

A Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul confirmou, no início da madrugada desta quinta-feira, que dois bombeiros que faziam o combate ao incêndio do prédio da SSP estão desaparecidos. Eles atuavam no combate às chamas do incêndio que começou por volta das 22h.

Ainda de acordo com a SSP, em comunicado pelas redes sociais, durante o trabalho de rescaldo, verificou-se o desaparecimento dos agentes. De acordo com o comunicado, assim que houver condições de adentrar às instalações, serão iniciadas as buscas para confirmação de vítimas.

Continua após as publicidades...

Receba notícias do site Portela Online pelo Whatsapp - clique aqui para entrar no grupo. Não tem mais vaga? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327.

Continua a notícia...

O trabalho no local segue. Os bombeiros ainda tentam combater as chamas, que ainda não foram totalmente controladas.

De acordo com o governo do Estado, houve “perda total” da instalação. A informação foi confirmada pelo vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior. “Praticamente 100% do prédio da SSP foi aniquilado”, confirmou.

Apesar do incêndio, o vice-governador garantiu que não haverá prejuízo operacional à atuação da segurança pública no Rio Grande do Sul. “As atividades vão continuar”, resumiu. Ainda não é possível avaliar a extensão dos danos, nem as causas do incêndio. O Corpo de Bombeiros e a Brigada Militar seguem no trabalho de rescaldo às chamas.

Segundo com Vieira Júnior, o governador Eduardo Leite deve retornar ao Rio Grande do Sul no início da quinta-feira. Ele cumpria agenda fora do Estado mas, assim que soube do incêndio, cancelou os compromissos.

O incêndio

Na noite desta quarta-feira, um incêndio atingiu o prédio da Secretaria de Segurança Pública, em Porto Alegre. O fogo teria começado por volta das 22h e se alastrou rapidamente, tomando grandes proporções.

O prédio da SSP fica localizado na rua Voluntários da Pátria. Conforme informações preliminares, o incêndio teria começado no teto do 4º andar, onde fica localizado o setor de alvarás da Susepe.

Duas funcionárias estavam no local no momento em que o fogo começou. Elas utilizaram os extintores, mas as chamas se alastraram rapidamente. As chamas atingiram o telhado do Centro Integrado, localizado ao lado.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário