Delegacia de Polícia de Crissiumal indicia homem e mãe da vítima por estupro de vulnerável

Foto: divulgação

A Delegacia de Polícia de Crissiumal remeteu à Justiça um inquérito policial instaurado para a apuração do crime de estupro de vulnerável. Segundo o delegado William Garcez, responsável pela investigação, o fato envolve vítima adolescente e foi praticado no âmbito da unidade doméstica e familiar, pois os elementos da investigação apontam que o abuso foi praticado pelo companheiro da mãe da vítima.

O delegado informou que, além do homem, a mãe da vítima também foi indiciada pois, na condição de “garante”, de acordo com a lei, tinha o dever jurídico de impedir o resultado danoso à sua filha, sendo que a sua “conivência” implica em coautoria (participação) por omissão no crime de estupro praticado pelo seu companheiro contra a sua filha.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

O crime de estupro de vulnerável está descrito no art. 217, §1°, do Código Penal, sendo que a pena estipulada pela lei varia de oito a quinze anos de reclusão. Outros detalhes não foram divulgados pela Polícia Civil.

Fonte: Rádio Alto Uruguai com informações da Delegacia de Polícia de Crissiumal