Vítima de desabamento após explosão em Santa Catarina é portelense

Helenita Pereira da Silva – Reprodução Facebook

O corpo da portelense Helenita Pereira da Silva, de 56 anos, que morreu na terça-feira, 25 de maio, após o desabamento de um imóvel em Jurerê, em Florianópolis/SC, foi velado e enterrado na tarde desta quarta-feira (26) na cidade, no Cemitério do bairro Canasvieiras, na região Norte da Ilha.

A vítima foi encontrada sem vida perto das 22h30, após mais de 10 horas de trabalho de buscas. Segundo a Defesa Civil, ela morava em uma das três quitinetes que ficaram completamente destruídas. No local havia quatro apartamentos.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

O Corpo de Bombeiros Militar, após perícia nesta quarta, informou que a queda da estrutura ocorreu por causa de uma explosão. Porém, somente após a análise do trabalho feito nesta quarta será possível determinar por que houve a explosão. Os bombeiros acreditam que houve vazamento de gás.

A perícia foi feita pelos bombeiros e Instituto Geral de Perícias (IGP) na manhã desta quarta e terminou por volta das 15h30. O laudo com o resultado desse trabalho deve sair em até 30 dias.

Onze pessoas ficaram desalojadas. Desse total, sete foram para um hotel pago pela prefeitura e as demais, para a casa de parentes. A construção estava irregular segundo o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC).

De acordo com uma reportagem da NSC Total, segundo uma amiga d portelense morava há 20 anos em Santa Catarina. Há cerca de 15 dias, Helenita teria saído do bairro Vargem Grande, onde morava com o namorado, e se mudado sozinha para uma quitinete no prédio onde ocorreu a explosão.

Parte da estrutura foi abaixo com o impacto da explosão(Foto: Diorgenes Pandini, Diário Catarinense)

Facebook – https://www.facebook.com/helenita.silva.7965

Reprodução Facebook

 

Fonte: G1 – NSC Total 

Post Author: Portela Online