Dentro do Jogo: Um time só em campo

Foi nostálgico, agradável de acompanhar, prendeu nossa atenção, um verdadeiro show.

O Aragua é um time fraco e frágil, o “saco de pancadas” do grupo, não venceu nenhum jogo na Sul-Americana. Era evidente que uma vitória gremista iria acontecer, até podíamos apostar em goleada de 4 ou 5 a 0, mas de 8 não imaginávamos.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

A diferença de nível técnico ficou bem visível em menos de 30min do primeiro tempo o Grêmio já vencia por 6 a 0, precisamente o tricolor só precisou de 27 minutos para fazer seis gols.

E sem levar sustos, os gremistas souberam usar sua superioridade. Com toques e jogadas bem tramadas envolveram completamente o adversário. Parecia que era um treinamento entre reservas e titulares de uma equipe.

Para ser sincera só um time entrou em campo, o Grêmio, que fez sua melhor apresentação sob o comando de Tiago Nunes.

Jogadores em plena sincronia com as ideias do comandante. O placar poderia ter sido maior ainda, mas acredito que em respeito ao adversário, o tricolor desacelerou e fechou nos 8 a 0.

Um verdadeiro show coletivo e de individualidades, um duelo onde somente um time jogou.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Lucas Uebel / Assessoria Grêmio

 

 

 

 

Post Author: Marieli Pessotto