Em ataque a creche de SC, professoras trancaram crianças na sala de aula para evitar mais mortes

Adolescente invadiu a escola na manhã desta terça-feira.(Foto: Reprodução)

Professoras da Escola Infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, trancaram as portas das salas de aulas para tentar proteger as crianças quando perceberam que a creche era alvo de um ataque. Três bebês, uma professora e uma agente de saúde foram mortos por um jovem de 18 anos, que entrou na escola armado com uma adaga.

A informação, que chegou à coluna, foi confirmada pela repórter Fernanda Moro, da NSC TV, que está em Saudades. Segundo uma professora ouvida pela jornalista, uma parte das crianças foi escondida do agressor no fraldário.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

O homem teria forçado a porta das salas de aula, mas não conseguiu entrar porque as portas estavam trancadas. A ação rápida das professoras, para proteger as crianças, evitou que a tragédia em Saudades fosse ainda maior.

O que ocorreu

Segundo o delegado Jerônimo Marçal, a primeira a ser atacada foi a professora, que encontrou com o homem de 18 anos logo na entrada da escola. Ela teria então corrido para a sala onde estavam quatro crianças, todas menores de dois anos, que também foram atacadas. Ele também atingiu uma agente de saúde que fazia um trabalho no local no momento do crime. O agressor foi preso em flagrante mas, como se feriu no ataque, está hospitalizado.

 

Fonte: NSC Total

Post Author: Portela Online