Distanciamento controlado: RS terá todas as regiões em bandeira preta pela 9ª semana seguida

Mapa do RS no sistema de distanciamento controlado — Foto: Governo do RS/Reprodução

Pela nona semana consecutiva, o governo do RS confirmou, nesta sexta-feira (23), que todas as regiões Covid permanecerão sob bandeira preta no Rio Grande do Sul. A classificação de risco altíssimo para o coronavírus segue até, pelo menos, 3 de maio.

Como todas as regiões estão em cogestão, podem ser adotados protocolos até o nível de bandeira vermelha. Além disso, ao longo desta semana, o governo anunciou mudanças nas medidas referentes à educação e à operação de restaurantes e museus.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

O comitê de crise avaliou que houve melhora geral no número de internados por Covid-19 em leitos clínicos (-12%) e em UTIs (-10%). O número de óbitos também reduziu (-24%) em relação à semana passada.

Contudo, a relação entre leitos de UTI livres e ocupados por pacientes de Covid-19 segue abaixo do índice considerado ideal.

“É importante que a população entenda que o risco ainda é alto, especialmente em função do quadro de ocupação hospitalar. Os leitos de UTI SUS estão com 82% de ocupação e os leitos privados, mais de 95%. Ainda é um indicador alto e, por isso, as pessoas precisam ajudar cumprindo protocolos, denunciando casos de aglomerações e descumprimento de regras pelo disque-denúncia. Embora a situação esteja melhorando, não está confortável”, afirmou o governador Eduardo Leite em transmissão ao vivo pela internet no começo desta tarde.

No momento, o RS tem 2.010 pacientes suspeitos e confirmados com coronavírus em unidades de terapia intensiva. Em 9 de fevereiro, eram 961. O número atual, portanto, ainda é mais do que o dobro do registrado no pico da pandemia.

O mapa divulgado nesta sexta é definitivo, sem possibilidade de envio de pedidos de reconsideração. Também segue suspensa a regra segundo a qual municípios sem registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias poderiam adotar protocolos de bandeira imediatamente inferior.

Fonte: G1 – RS

Post Author: Portela Online