Dia do índio: ontem, hoje e sempre

Foto do artesanato Kaingang / Reprodução

Não se pode prender numa data
Um povo nascido com asas
Que da terra sempre fez uso
E das matas sua casa.
Não se pode arrancar as raízes
De quem fez a nossa história
De quem ainda hoje luta
E não em busca de glória.
Não se pode fechar os olhos
E fingir nada disso ver
Dessa gente que tanto passou
Dizimados pelo poder.
Direitos conquistados aos poucos
Espelham luz no horizonte
Mas a luta continua, no hoje, no amanhã…
Em prol do resgate do ontem.
E um Brasil de tanta riqueza
Merece um povo feliz
Um povo assim como o nosso
Que tem na mistura a raiz.
Somos fruto de tantos legados
De todo canto do mundo
Sem esquecer dos primeiros,
Com um respeito profundo.
Não se pode deixar a oportunidade
Nesse dia destacado
De lembrar aquele refrão: “E todo dia, era dia de índio”
Mudando o verbo passado:
“TODO DIA É DIA DE ÍNDIO!”
Por Marlene Staub – Portela Online

O site Portela Online adota a logomarca com o índio, fazendo menção à população indígena, povo dessa terra, e neste dia em especial parabeniza a todos, torcendo para que suas lutas se fortaleçam e não sejam em vão.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

Post Author: Portela Online