RS completará 2 meses com todas as regiões em bandeira preta

Mapa do RS no sistema de distanciamento controlado — Foto: Governo do RS/Reprodução

O comitê de crise do governo estadual confirmou, nesta sexta-feira (16), a manutenção das 21 regiões Covid do Rio Grande do Sul em bandeira preta. Com isso, o estado chega à 8ª semana com classificação de risco altíssimo para o coronavírus.

O mapa do distanciamento controlado está com esta classificação desde 27 de fevereiro e, com a atualização, permanecerá assim até 26 de abril.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

O mapa é definitivo e não pode ser contestado com recursos das associações municipais. No entanto, com a cogestão válida, as prefeituras podem adotar medidas mais flexíveis, equivalente a protocolos de bandeira vermelha, conforme os planos regionais.

Até o momento, o governo já recebeu 431 planos de fiscalização, mas muitos deles não atenderam na íntegra os requisitos. A Secretaria Estadual da Saúde (SES) devolveu alguns para que sejam feitas complementações.

“Se cada um não fizer a sua parte, o estado ser cuidadoso ao liberar as atividades, os municípios serem rigorosos na fiscalização e os estabelecimentos e as próprias pessoas respeitarem os protocolos da sua cidade, além dos protocolos obrigatórios, como uso de máscara, evitar aglomeração e fazer a higienização constante, mais tempo ficaremos sob as restrições de distanciamento”, apontou a secretária Arita Bergmann.

Sistema de saúde em nível crítico

Um dos motivos para a manutenção da classificação são os níveis altos de ocupação nos leitos de UTI dos hospitais gaúchos. Embora em queda, a maioria das instituições opera próximo ao limite da capacidade.

Nesta 50ª rodada, houve nova redução nos números de pacientes confirmados com Covid-19 em leitos clínicos (-11%) e em UTI (-10%), assim como os registros de óbitos também baixaram (-14%).

No entanto, o boletim de hospitalizações, atualizado diariamente pelo comitê de dados, mostra que há uma desaceleração na queda de internações em leitos clínicos. A variação de pacientes confirmados com Covid na semana retrasada foi de -21,4%, de -,18,3% na semana seguinte e, nesta semana, de -10,8%.

Enquanto que no dia 5 de fevereiro havia 1.329 pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19 em leitos clínicos, nesta sexta (16) são 3.106 internados, ou seja, 2,3 vezes a mais que no início do ciclo. Somando o total de pacientes confirmados e suspeitos em leitos clínicos e UTI, o RS ainda está com quase duas vezes mais internados do que nos picos anteriores.

Nesta sexta, o RS também entrou em estabilidade na média móvel de novos casos, com -3% em relação a duas semanas atrá, e mantém, há duas semanas, uma média de mais de 4 mil novos infectados pelo coronavírus.

“É de suma importância que as prefeituras ampliem suas equipes de agentes de fiscalização e aperfeiçoem esse trabalho, principalmente porque há uma redução da velocidade de queda nas internações no estado. Para que a gente não tenha de voltar a adotar medidas mais restritivas, como suspender a cogestão e fechar atividades, é fundamental que os municípios façam esse trabalho, para o qual o governo é parceiro tanto com apoio técnico e operacional, como com recursos para contratação de profissionais”, acrescentou Arita.

Fonte: G1 – RS

Post Author: Portela Online