Dentro do Jogo: Início da era pós Renato

O pouco mais de 4 anos em que Renato Portaluppi esteve no comando do Grêmio, foram com mais conquistas do que fracassos.

Já teve outros “balanços” que foram superados, mas os últimos foram determinantes para que chegasse ao fim a era Renato no tricolor.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

Não foi somente perder uma Copa do Brasil, ser desclassificado na pré-libertadores, mas foi “esquecer” o futebol. O Grêmio foi irreconhecível nesses jogos decisivos.

Estava desgastado, sumiu aquele futebol envolvente que já chegou a ser considerado um dos melhores do Brasil.

Verdade que Renato no decorrer perdeu peças importantes da equipe, mas vinha conseguindo supri-las, porém ultimamente as soluções para manter um time competitivo não foram encontradas.

Essa era chegou ao fim, mas outras poderão vir mais à frente, Renato não é só um técnico é um ídolo gremista.

Ainda sem anunciar seu novo comandante o Grêmio já iniciou seu novo ciclo. Jogo atrasado contra o Caxias, ainda sentindo os últimos abalos, foi um duelo sonolento que só poderia terminar empatado.

Faltou repertório para ambos, poucas chances reais de gol. O Grêmio até tentou atacar o Caxias com toques curtos, mas sem velocidade esbarrava na defesa bem fechada do adversário.

Fim de um ciclo início de outro, os gremistas terão que se acostumar com o novo Grêmio que virá.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Lucas Uebel / Assessoria Grêmio

Post Author: Marieli Pessotto