Dentro do Jogo: Gre-Nal decidido no detalhe individual

Foi um clássico bem disputado até certo ponto equilibrado. Grêmio e Inter criando boas chances de ataque.

Quem venceu, não ganhou porque foi superior e quem perdeu não jogou mal. O Gre-Nal foi decidido em um detalhe onde prevaleceu a qualidade de uma jogada individual.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

Os técnicos Renato e Ramírez organizaram bem taticamente seus times, cada um com sua ideia de jogo.

O Grêmio com suas linhas baixas deixava o Inter ficar com a bola e tentava sair no contra-ataque. A defesa em linhas baixas dificultou a chegada colorada ao ataque. Maicon no meio de campo tramando as jogadas é o trunfo tricolor.

O Inter com uma saída de pé em pé e Rodrigo Dourado entre os zagueiros, apostou na velocidade, mas foi mais lento e esbarrava na boa contenção defensiva montada pelos gremistas.

Por isso que o clássico teve equilíbrio até os minutos finais. Ambos conseguiam criar, mas na hora do passe final pecavam.

A vitória só viria para aquele que tivesse êxito com uma jogada individual, um único detalhe. Já no fim Léo Chú após um bom lance consegue encontrar a defesa colorada desorganizada e lança um belo chute, sem chances para o goleiro Marcelo Lomba.

Três pontos no clássico para dar confiança ao Grêmio que nesta semana tem mais uma batalha pelo Libertadores e que ainda precisar resgatar seu bom e velho futebol. Já o Inter saiu derrotado, mas ontem jogou diferente de outros clássicos onde mereceu perder, ainda esbarra nas ideias de seu técnico que precisa aprimorá-las mais com seus jogadores.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Lucas Uebel / Assessoria Grêmio

 

 

Post Author: Marieli Pessotto