Num flagrante inusitado boas recordações da infância – Veja o vídeo

Foto: Sandro Medeiros – Portela Online

Em tempos que a tecnologia domina atividades profissionais e de lazer, o inusitado é flagrado pelo site Portela Online. Algumas crianças, provavelmente em casa pelas aulas suspensas devido à pandemia da Covid 19, entretêm-se com uma brincadeira que há décadas fazia parte da infância de muitos, mas que pouco se vê nos dias atuais: o jogo de bolinhas gude.

O grupo ocupava seu tempo numa disputa animada, seguindo regras e mostrando que a criatividade pode abrir caminhos para alternativas de lazer de baixo custo, resgatando culturalmente brincadeiras do passado que ajudaram a construir conceitos e comportamentos como o de viver em sociedade (grupo) e respeitar direitos e deveres (regras) para uma convivência harmoniosa.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

Quem dera fosse possível flagrar outros exemplos assim, com crianças deixando um pouco de lado celulares, TVs e games eletrônicos para conhecer e desfrutar de brincadeiras como amarelinha, peteca, pião, cinco marias, carreto, corda, elástico, bilboquê, perna-de-pau, passa-anel e tantas outras que enriqueceram a infância de muitos no passado.

A tecnologia é bem-vinda, sim, e hoje imprescindível para estarmos conectados com o mundo e a realidade, entretanto nada impede que se mesclem alternativas de lazer trazendo um universo riquíssimo de possibilidades de interação e desenvolvimento tanto psicomotor quanto cognitivo. É saudável! É possível!

O flagrante do jogo de bolitas desperta essa reflexão e traz memórias boas da infância que não carecia de luxo, apenas de imaginação. Bons tempos!

Por Marlene Staub – Portela Online

Veja pelo You Tube

Veja pelo Facebook:

Post Author: Portela Online