Dentro do Jogo: Inter sofre, mas vence

A nova cara que Miguel Ángel Ramírez quis dar ao time principal do Inter não deu muito certo em um primeiro momento.

Diante do Ypiranga o colorado na etapa inicial até as mudanças no segundo tempo sofreu com erros coletivos e individuais.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

E isso foi porque além da falta de ritmo e entrosamento da equipe que estava modificada, alguns jogadores estavam fora do seu lugar.

O principal Edenilson que foi posicionado mais a frente, o que fez com o colorado não tivesse meio de campo.

Sem esse setor funcionando passaram a ter erros na transição para o ataque, dando o contra-ataque para o Ypiranga que muito competente consegue ficar a frente no placar.

Perdendo, o técnico colorado percebe que daquela maneira o time não conseguiria jogar, faz mudanças que dão efeito.

De imediato coloca Edenilson no seu devido lugar, distribuindo as jogadas no meio de campo. Entra Rodrigo Lindoso, Caio Vidal, Patrick, Thiago Galhardo e Guerreiro que dão mais solidez ao time e passam a ter o domínio da partida conseguindo a virada.

Mesmo não estando à beira do campo o comandante mostrou-se participativo, a todo o momento estava passando orientações aos seus auxiliares.

Uma vitória de 4 a 2 no sufoco que mostrou que quando os jogadores jogam em seus devidos lugares o coletivo funciona.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Ricardo Duarte / Assessoria Internacional

Post Author: Marieli Pessotto