Tenente Portela em Bandeira Preta – Município reforça apelo para que população intensifique os cuidados

Números da pandemia revelam aumento expressivo no total de casos ativos. A avaliação do prefeito Rosemar Sala vai de encontro ao cenário estabelecido pelo Estado: “a pandemia atingiu seu momento mais crítico”.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

O Sistema de Distanciamento Controlado RS estabeleceu a bandeira preta em 11 regiões Covid, que somam 68% da população gaúcha. Este é o nível mais crítico no que diz respeito à propagação da doença e à ocupação da capacidade hospitalar. Entre estas regiões está a de Palmeira das Missões, da qual Tenente Portela faz parte. O período de vigência da 42ª rodada do Distanciamento Controlado será a partir da próxima terça-feira, 23, até o dia 01 de março. O mapa, divulgado nesta sexta-feira, 19, pelo governador Eduardo Leite, ainda poderá sofrer alterações a partir da análise de eventuais recursos das regiões.

Diante da piora dos indicadores, com recorde de bandeiras pretas no Estado, o governador anunciou a adoção de suspensão geral das atividades e de aglomerações em locais públicos, todos os dias, das 22h às 5h. Eduardo Leite estabeleceu que esta medida já vale a partir deste sábado, 20, em todo o território gaúcho.

O prefeito de Tenente Portela tão logo informado do novo cenário, reforçou o apelo para a população para que intensifique os cuidados. “Mais do que nunca é necessário o engajamento de todos para vencermos esse momento crítico da pandemia”, destacou Rosemar Sala. Conforme o chefe do Executivo, as regras básicas dos protocolos sanitários precisam ser seguidas à risca. “Usem máscara, lavem as mãos, mantenham o distanciamento e não se aglomerem”, frisou.

Através da Secretaria Municipal de Saúde, o prefeito acompanha de perto a evolução da pandemia, principalmente no que se refere a ocupação dos leitos no Hospital Santo Antônio e a incidência de novos casos da doença. “O momento é grave e os números são extremamente preocupantes”, alerta Sala. Segundo o boletim epidemiológico local, nas últimas duas semanas o total de casos ativos, que no dia 04 de fevereiro era 25, passou para 47 no dia 11, e nesta sexta-feira, 19, alcançou 69, o maior desde o início da pandemia. Foram mais de 100 novas confirmações da doença neste período.

Quanto as internações, nesta sexta-feira, três portelenses com diagnóstico positivo ocupavam leitos no HSA, sendo dois na Unidade de Tratamento Intensivo. Dos cinco leitos UTI para pacientes Covid, quatro estavam ocupados (duas pessoas eram de outros Municípios). Em relação aos óbitos provocados pela doença em Tenente Portela, foram 15 registros, sendo que seis foram confirmados nos últimos 40 dias. “A comunidade precisa entender que a pandemia não acabou, muito pelo contrário, esta onda é muito mais grave do que as demais, e por isso precisamos que cada um faça a sua parte”, reforçou o prefeito.

Na próxima segunda-feira, 22, a Prefeitura deverá elaborar um novo decreto que regulamente quais as regras serão adotadas diante da nova classificação de risco. A Procuradoria Geral do Município já iniciou os estudos neste sentido. Entre as medidas que deverão ser revistas, caso seja mantida a bandeira preto por mais de uma semana, é a retomada presencial das aulas na rede municipal de ensino. Com bandeira preta, o ano letivo deverá iniciar somente com aulas remotas.

Fonte:
Assessoria de Comunicação
Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Comunicação Social
Prefeitura de Tenente Portela

Post Author: Portela Online