Dentro do jogo: Goleada da Liderança e empate que atrasa

Confrontos diretos entre os seis primeiros colocados faz dessa rodada ser decisiva. Quem vencer fica em vantagem, além de não deixar o adversário pontuar. Um empate não é desastroso, mas atrasa e deixa mais complicado alcançar quem está mais à frente. A regularidade vai ser determinante nesta reta final de campeonato.

Quem está conseguindo é o Internacional, dos times que estão no G6 é o único que venceu nas últimas sete rodadas. E o melhor está sabendo aproveitar os confrontos diretos.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

Diante do São Paulo valendo à liderança o colorado se impôs, foi compacto e competente, jogou com autoridade. Pressionou constantemente a saída de bola e aproveitou as falhas do adversário.

O técnico Abel Braga recuperou o elenco no coletivo e no individual. A vitória com goleada recoloca o colorado na liderança e o deixa muito vivo na briga pela taça.

Já o Grêmio é a equipe que mais empata no campeonato, fator que está atrasando o grupo comandando por Renato Portaluppi na competição. Em outras circunstâncias empatar com um Atlético-MG não seria ruim, mas neste momento e com as equipes próximas em pontos e outras vencendo, não é bom, gremistas e atleticanos ficam mais pra trás na corrida pelo primeiro lugar.

Novamente o tricolor precisou correr atrás do placar. Apresentou pouca eficiência no ataque e não criou muito perigo ao adversário. Ganhou força com as trocas feitas por Renato na etapa final, principalmente com a entrada de Ferreira e no momento que estava sendo mais pressionado pelos mineiros consegue empatar. Renato terá que ser cirúrgico em sua equipe para que assim retomem o seu bom futebol.

Por Marieli Pessotto – Colunista Dentro do Jogo

Foto: Ricardo Duarte / Assessoria Internacional
Foto: Lucas Uebel / Assessoria Grêmio

 

 

Post Author: Marieli Pessotto