Sobe para nove o número de suspeitos presos por roubos a bancos em SC

Prisões ocorreram no RS, mas suspeitos foram conduzidas à DP de Araranguá(Foto: Guilherme Hahn)

Nove suspeitos do assalto a banco em Criciúma foram presos pela polícia. Dois deles foram detidos no final da manhã desta quinta-feira (3) em Gramado. As prisões foram anunciadas durante coletiva de imprensa das autoridades policiais do Rio Grande do Sul.

Com informações da inteligência, a Polícia Civil cumpriu um mandado de busca e apreensão em uma casa no município de Gramado alugada por aplicativo e prendeu um suspeito de Minas Gerais. A identidade está sendo confirmada pelas autoridades, que adiantam que o suspeito pode ter alguma ligação com facções criminosas.

Continua após a publicidade...

Nessa mesma ação, os policiais que estavam fazendo o perímetro da área prenderam um homem que fugiu para o mato. Não há mais informações sobre o indivíduo.

Mais cedo, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) com apoio da Brigada Militar do Rio Grande do Sul prendeu um suspeito em uma casa de Morrinhos do Sul, município gaúcho, localizado a 125 km de Criciúma. Informalmente, o indivíduo falou ao BOPE que ganhou R$ 5.000 para ir à casa fazer a queima dos objetos.

​> Bandidos usaram carros blindados no assalto em Criciúma​

A polícia informou que o local deve ter sido utilizado como transição de fuga pelos assaltantes. Na casa foram encontrados vários vestígios que indicam participação no roubo ao Banco do Brasil, como roupas com sangue, acionador para explosivos, oito telefones celulares e um veículo furgão.

Outros cinco suspeitos por envolvimento no assalto a banco em Criciúma foram presos na tarde de quarta-feira (2). Três deles foram detidos entre Torres/RS e Passo de Torres/SC e dois foram presos em um viaduto da BR-116 em São Leopoldo, região metropolitana de Porto Alegre.

Os três suspeitos presos na divisa entre os estados foram conduzidos até a delegacia de polícia de Araranguá, próxima a Criciúma, e a investigação está sendo feita pelas autoridades catarinenses. Com esses indivíduos foram encontrados R$ 49.000. Um deles foi identificado por testemunhas, que afirmam sua participação no aluguel da casa em Morrinhos do Sul.

Os homens presos em São Leopoldo foram levados ao Departamento Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil, na capital gaúcha. Eles foram detidos depois de uma interceptação, realizada pela Polícia Rodoviária Federal, de um veículo HB20. Os suspeitos têm 30 e 44 anos e, segundo documento de identificação, são naturais de São Paulo. Com eles foram encontrados a quantia de R$ 8.100.

Post Author: Portela Online