Três Passos calcula mais de R$ 15,6 milhões de prejuízos com a estiagem no setor agropecuário

Foto: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Três Passos.

Os prejuízos com a estiagem seguem sendo calculados na região, já que as últimas precipitações pluviométricas, na quinta-feira e na madrugada desta sexta, atingiram no máximo 10 milímetros acumulados, e em alguns pontos, até menos do que isso.

Para amenizar os danos, a Secretaria Municipal de Agricultura de Três Passos está realizando ações de enfrentamento ao período de seca, entre elas, um decreto de emergência, que aguarda a homologação do Governo do Estado.

Continua após a publicidade...

Conforme laudo do escritório local da Emater, os prejuízos se deram na produção de leite, somando R$ 754.650,00; na cultura do milho grão safra, que atinge R$ 12.940.200,00; e no milho silagem, com impacto negativo de R$ 1.984.500,00. Esses números totalizam pelo menos R$ 15,68 milhões de prejuízos na agricultura e pecuária do município de Três Passos.

As ações deste período de estiagem, de acordo com informações da Secretaria de Agricultura são as seguintes: desde o dia 19 de outubro, foram entregues 272 cargas de água, o que equivale a 1,63 milhões de litros de água; o Município decretou situação de emergência no dia 11 de novembro, através do Decreto nº 104/2020, que ainda aguarda homologação.

Para auxiliar no enfrentamento à estiagem, o Corpo de Bombeiros de Três Passos disponibilizou caminhão e efetivo para auxiliar na distribuição de água. A água está sendo entregue para minimizar os impactos às famílias, no consumo humano, mas também para ajudar na alimentação e hidratação animal.

De acordo com a prefeitura, as regiões mais afetadas pela estiagem em Três Passos são as localidades de Santo Antônio e Árvore Seca.

 

Fonte: Rádio Alto Uruguai