Professora e colunista do Portela Online registra Redemoinho-de-poeira em Tenente Portela

Reprodução

Um registro pouco comum (veja o vídeo abaixo) realizado pela professora e colunista do site Portela Online, Viviane Debortolli, por volta das 16h de domingo, 22 de novembro, na Gruta da Santa localizada em um acesso secundário da RSC-472 com a ERS-163, em Tenente Portela.  Viviane passeava com uma amiga pelo local quando percebeu algo estranho acontecendo passando imediatamente a filmar.

“Eu estava lá com uma amiga, tirando algumas fotos. De repente, olhei naquela direção e vi algo estranho. A primeira impressão que tive é que aquilo parecia fogo, mas logo vi que era poeira e que aquilo era um redemoinho. Como eu estava tirando fotos, estava com o celular na mão, destravado e com a câmera aberta. Rapidamente lembrei que eu poderia registrar aquilo, porque, como se sabe, normalmente se dissipa rápido. Então eu selecionei a opção de vídeo na câmera e filmei. O redemoinho ainda seguiu pelo asfalto e foi em direção à lavoura, antes de terminar de vez…”, comentou com o site a professora.

Continua após a publicidade...

Wikipédia – sobre os redemoinhos

“Os redemoinhosrodamoinhosremoinhostorvelinhosredemoinhos-de-poeirapés-de-vento ou diabos de poeira são ventos em espiral formados pela convecção do ar, em dias quentes, sem ventos e de muito sol.

Ocorrem quando o solo se aquece em determinado ponto, transferindo esse calor à porção de ar que está parada logo acima dele. Quando atinge uma determinada temperatura, esse ar sofre rápida elevação, subindo em espiral e cria um mini centro de baixa pressão. Devido ao princípio da conservação do momento angular esse redemoinho ganha velocidade e acaba levantando a poeira do solo, fazendo com que um funil de ‘sujeira’ seja visível. Ele pode apresentar desde alguns centímetros até muitos metros de altura.

Há também outro tipo de redemoinho,por exemplo,quando o solo se aquece em determinado ponto e o vento fraco vindo de uma direção se encontra com a corrente de ar quente acima do ponto super aquecido esse vento tende a ganhar velocidade,girar e empurrar o “turbilhão” para a direção que ele estaria.Também há os redemoinhos mais comuns que se formam quando a corrente de vento é parada por uma “parede” de canto criando uma corrente ascendente de vento giratória.

Frequentemente esse fenômeno é confundido com um tornado, porém vale salientar que, ao contrário dos tornados, os redemoinhos de poeira somente se formam em dias sem nuvens, sob muito sol e calor e baixa umidade do ar. Além disso, a velocidade dos ventos desse fenômeno raramente ultrapassa os 100 km/h, podendo causar apenas pequenos estragos, tais como destelhamentos leves.”

Veja pelo Facebook:

Veja pelo servidor do Portela Online:

Post Author: Portela Online