Juiz e Promotor eleitoral avaliam Eleições 2020 – Entrevistas em vídeo

Reportagem do site entrevistou Juiz e Promotor eleitoral da 101ª Zona Eleitoral de Tenente Portela / Fotos: Reprodução site Portela Online

Encerradas as eleições em todo o Brasil, na tarde de ontem, 15 de novembro, o site Portela Online entrevistou brevemente o Juiz Eleitoral da 101ª Zona Eleitoral, Dr. Gustavo Negri Garcia, onde ele faz uma avaliação do pleito em Tenente Portela e região.

O Juiz afirmou que a justiça eleitoral tomou todas as medidas necessárias para garantir a saúde de todos nessa pandemia e isso refletiu diretamente no comparecimento dos eleitores às sessões eleitorais, pois se percebeu um comparecimento significativo, diferentemente do esperado já que havia uma preocupação com a abstenção maior do que o comum em virtude da gravidade da situação sanitária que atravessamos.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

Segundo ele os cuidados orientados foram respeitados, como o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento em filas, aplicação de álcool gel antes e após as votações e a utilização de caneta pessoal no ato de assinar durante a votação. Na visão do juiz esse conjunto de medidas foram cumpridas e contribuíram para o sucesso em relação à garantia da saúde da população.

Sobre incidentes, Dr. Gustavo comenta: “Tivemos problema com boca de urna, mas isso foi prontamente solucionado, tanto pela Brigada Militar quanto pelos próprios servidores da Justiça Eleitoral que conduziam as eleições locais”.

O site Portela Online conversou também com o Promotor Eleitoral da 101ª Zona eleitoral, Dr. Miguel Germano Podanosche, que relatou o seu diagnóstico do processo eleitoral em nossa região.

Segundo ele, ocorreram alguns incidentes pontuais como buzinaços, sequência de carros caracterizando carreata , ocorrências estas que são consideradas crime no decorrer do processo eleitoral. Também houve apreensão de celulares de candidatos, um a vereador em Tenente Portela e outro candidato à prefeito em Miraguaí, com fins de investigar possível compra de votos, mas foram situações específicas que não comprometeram em nada a validade do pleito.

Questionado se as irregularidades poderiam levar à cassação de algum candidato eleito, Dr. Miguel aponta que isso pode ocorrer, dependendo da apuração dos fatos.

O promotor afirma: “O resultado de hoje, a princípio ele é um resultado seguro , mas deve ser interpretado à luz dessa possibilidade de que eventual decisão judicial pode derrubar a eleição de um candidato em algum município ou de alguns candidatos em alguns municípios da 101ª Zona Eleitoral.

Post Author: Portela Online