Entrelinhas – Ser mulher não é crime!

Se foi da costela de Adão
Tomou forma própria e se fez metamorfose plena
Pode ter perfume de flor
Frequentemente descrita de amor
E se frágil a percebem,
Doce engano…
Por detrás da feição efêmera
Há o segundo plano
A fortaleza invejável
A inteligência inegável
Que nesse mundo só perde
Para um preconceito enraizado
Difícil de matar
Entretanto contra o qual
Mãos se encontram pra lutar
À caça de quem oprime
Porque…
Ser MULHER NÃO É CRIME!

Marlene Staub

Continua após a publicidade...

“ESTUPRO CULPOSO NÃO EXISTE!”

Post Author: Portela Online