Dentista encontrada morta em área de mata é enterrada em Tupanciretã

Bárbara Machado Padilha, de 32 anos, estava desaparecida desde o sábado. Corpo dela foi encontrado na quarta (14) — Foto: Divulgação / Polícia Civil

A dentista Bárbara Machado Padilha, de 32 anos, foi enterrada na manhã desta quinta-feira (15), em Tupanciretã, na Região Central do estado. Após ficar quatro dias desaparecida, o corpo da mulher foi encontrado, na tarde de quarta (14), em uma área de mata, de difícil acesso, em Santa Maria, a 90 km de distância.

“Bárbara foi encontrada morta e parece, por ora, que se trata de um suicídio. A bolsa não foi encontrada”, diz o delegado Sandro Meinerz.


Continua depois da publicidade...
Continue lendo...

Segundo o delegado, Bárbara tinha marcas de arranhão, provavelmente causadas pelos galhos, já que a mata na região é fechada. A polícia chegou até o local devido ao sinal de celular da dentista.

O laudo da necropsia, que indicará a causa da morte, aguarda o resultado de exames complementares, que serão feitos pelo Instituto-Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre. Investiga-se se a mulher ingeriu álcool, drogas ou medicamentos.

O Caso

Bárbara morava em Tupanciretã, mas viajou até Santa Maria no sábado (10), a cerca de 90 km, com um carro de aplicativo. Imagens das câmeras de segurança mostram a dentista comprando uma garrafa de água e chocolates em uma loja de conveniência, após desembarcar.

Segundo a Polícia Civil, Bárbara tinha clientes marcados até o final de novembro. A família percebeu que ela foi desmarcando unha, pilates, academia, e que vinha apresentando sintomas de quadro depressivo.


Continua depois da publicidade...
Continue lendo...

Antes da viagem, Bárbara atendeu pacientes e almoçou com os pais e o marido. A amiga Márcia Severo, que também a encontrou no dia, diz não ter notado nenhum comportamento incomum.

A cidade onde Bárbara residia, Tupanciretã, decretou luto oficial de três dias.

Fonte: G1 – RS

Post Author: Portela Online