1ª Geração da Chama Crioula Catarinense: centelha portelense avançando divisas e fazendo história na terra vizinha

Mais de 1000 cavalarianos estiveram em Tenente Portela durante o acendimento da Chama Crioula no ano de 2019 / Foto: Sandro Medeiros – Portela Online

A Geração da Chama Crioula Gaúcha ocorrida em nosso município, Tenente Portela, no ano de 2019, deixou além de lindas e históricas lembranças a semente para disseminar nossa respeitada tradição pelas terras catarinenses.

Foi no último dia 25 agosto, por ocasião do aniversário de emancipação político-administrativa da cidade de Chapecó, comemorando seus 103 anos, que a Associação Amigos Parque Farroupilha, lançou o Projeto da Primeira Geração da Chama Crioula naquele município.

Continua após a publicidade...

Dessa forma ocorrerá no dia 05 de setembro a realização de um ritual cívico tradicionalista, com o apoio do MTG – Movimento Tradicionalista Gaúcho de Santa Catarina, onde a chama será simbolicamente acesa e, do Parque Farroupilha de Chapecó, será levada para todo o estado catarinense, durante realização da Semana Farroupilha, permanecendo acesa por 365 dias do ano, a exemplo da Chama Crioula em Porto Alegre, desde a década de 40, quando foi acesa por Paixão Côrtes e amigos.

A tão esperada Geração da Chama Catarinense, em Chapecó, terá sua origem a partir da Chama Crioula gerada em Tenente Portela-RS, em setembro do ano passado, a qual foi conduzida ao parque chapecoense pelos tradicionalistas do grupo Cavaleiros de Xapecó, dando início assim a uma nova etapa na história cultural e tradição gaúcha em Santa Catarina.

Infelizmente a tradicional cerimônia foi cancelada neste ano no Rio Grande do Sul, devido à pandemia, e no estado catarinense o evento será limitado quanto à participação. Mas o importante é a iniciativa que irá perpetuar ainda mais o tradicionalismo também na terra vizinha, cujos vínculos são tantos com a terra gaúcha.
Aliás, o vínculo de Tenente Portela com a cidade de Chapecó também é bastante forte uma vez que até o prefeito, Luciano José Buligon, é portelense e mantém suas raízes familiares e amplo círculo de amizade com esta cidade.

E assim se esparrama, avançando divisas, uma cultura saudável que marcou a história do Sul e do próprio Brasil como exemplo de um povo que diz “Sirvam nossas façanhas de modelo a toda terra”.

Por Marlene Staub – Portela Online

Reveja vídeo do produzido pelo site Portela Online no ano passado em Tenente Portela.

 

Post Author: Portela Online