Mapa preliminar do distanciamento controlado coloca 16 regiões sob bandeira vermelha

Imagem – Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul divulgou, nesta sexta-feira, 14 de agosto, o mapa preliminar da 15ª rodada do distanciamento controlado no Estado, que coloca 16 regiões sob bandeira vermelha, classificadas como de alto risco de contágio para o coronavírus. As outras cinco regiões estão sob risco médio, na bandeira laranja.

Uruguaiana, Guaíba, Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí, Santa Rosa, Caxias do Sul, Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre, Palmeira das Missões, Erechim, Passo Fundo e Pelotas foram classificadas na bandeira vermelha. Santa Maria, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Cachoeira do Sul e Bagé estão na laranja.

Continua após a publicidade...

Dos 497 municípios gaúchos, 397 são considerados de alto risco para a doença. Ao todo, essas localidades têm 9.679.669 habitantes, ou seja, 85,4% da população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

A partir desta semana, as associações regionais que não concordarem com a classificação das bandeiras têm duas alternativas. Além dos pedidos de reconsideração, as regiões covid que quiserem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificadas, poderão elaborar protocolo de medidas e enviar para a aprovação do governo estadual.

Os protocolos precisam ser aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos de cada região e avalizados por uma equipe técnica. Ele pode entrar em vigor em 48 horas depois de enviado ao governo do Estado — nesse período, o plano será analisado e, caso precise ser ajustado, o Executivo do RS indicará à região.

A elaboração de protocolos alternativos pelas regiões não alteram as cores do mapa, mas permite que as prefeituras adotem regras menos rígidas do que as previstas pelo governo. Por exemplo, uma região que foi classificada na bandeira vermelha pode aderir a regras menos rígidas que as atuais, mas não menos restritivas do que a bandeira inferior, a laranja.

A medida é possível graças ao acordo entre o governo gaúcho e a Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), que define que Estado e prefeituras farão uma gestão compartilhada do modelo de distanciamento controlado.

Os municípios também podem entrar com recurso junto ao governo, para tentar modificar a classificação das bandeiras. O pedido de reconsideração pode ser feito até as 6h de domingo (16). Após realizar a avaliação dos recursos, o Estado divulgará o mapa definitivo para a próximo semana na segunda-feira (17).

— Estamos buscando ajustar o modelo a um novo momento, para melhor conciliar com a atividade econômica garantindo a proteção à saúde das pessoas — defendeu o governador Eduardo Leite.

Municípios podem adotar bandeira laranja

Dos 397 municípios na bandeira vermelha, 166 municípios (890.365 habitantes, 7,9% do RS) podem adotar protocolos da laranja, porque cumprem os critérios da regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

Fonte: GauchaZH

Post Author: Portela Online