Governo permite abertura de comércio e restaurantes na bandeira vermelha do distanciamento controlado no RS

Municípios classificados com bandeira vermelha no distanciamento controlado do governo do estado poderão abrir comércio não essencial e restaurantes, de forma limitada, conforme anunciou nesta terça-feira (4) o governador do RS, Eduardo Leite.

Segundo Leite, a medida foi tomada em função da “estabilização da demanda por internações em UTIs, ainda que em patamar elevado” para pacientes com coronavírus.

O comércio varejista não essencial fica autorizado a abrir, com restrições, de quarta a sábado, das 10h às 16h.

Já restaurantes podem funcionar de segunda a sexta, na faixa de horário do almoço. Um decreto deve ser publicado entre terça e quarta-feira (5), e passa a valer a partir de quarta-feira (5).

Regras para funcionamento do comércio de rua e shoppings

– Permite 25% trabalhadores (somente para estabelecimentos com mais de três trabalhadores)
– Respeito ao teto de ocupação (número máximo de pessoas conforme área do estabelecimento)
– Abertura exclusiva de quarta-feira a sábado, em horário reduzido das 10h às 16h, para não coincidir com a movimentação de serviços essenciais

– Regras para restaurantes na rua e em shoppings
– O atendimento presencial restrito passa a ser permitido na bandeira vermelha, com dias e horários reduzidos e reforço dos protocolos obrigatórios
– Incluir aviso visível aos frequentadores sobre a lotação máxima nas bandeiras amarela, laranja e vermelha, para reforçar distanciamento mínimo. Na bandeira amarela, a lotação máxima é de 75%. Na bandeira laranja, é de 50%. Na bandeira vermelha, passa para 50% de trabalhadores e 25% de lotação, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h
– As modalidades de tele-entrega, drive thru e pague e leve seguem permitidas durante todos os dias da semana
– Buffets só podem funcionar com um funcionário servindo os clientes

Até a modificação, os restaurantes e lojas não essenciais só podiam funcionar em sistema de tele-entrega e pegue e leve. No caso dos restaurantes, podiam ter até 25% dos trabalhadores, e no comércio, 50%.

A bandeira vermelha indica risco alto de disseminação do coronavírus, e proíbe atividades como academias, bares, missas e cultos. Seis regiões do RS estão classificadas como bandeira vermelha na atual rodada do distanciamento controlado.

Fonte: G1 – RS

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: