Caso Rafael: Inquérito é concluído com cerca de 1.400 páginas

Foto: Josias Marques/Portal In Foco RS

A Polícia Civil de Planalto, norte do Rio Grande do Sul, concluiu nesta quinta-feira, 2, o Inquérito Policial do Caso Rafael Winques. A mãe do menino, Alexandra Dougokenski, confessou ter matado o filho no dia 15 de maio. Ela disse que utilizou uma corda para asfixiar o menino.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Ercilio Carleti, o Inquérito foi entregue no Fórum do município no início da noite.

Alexandra, deve responder por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e falsidade ideológica. A condenação pode chegar a 40 anos de prisão.

Todos os suspeitos que estavam sendo investigados, foram descartados do caso, a polícia concluiu que Alexandra agiu sozinha.

De acordo com a delegada Aline Dequi Palma, o Inquérito possui 4 volumes e 5 anexos, totalizando aproximadamente 1.400 páginas. Alexandra está presa temporariamente no presidio feminino de Guaíba.

Juntamente com a entrega do Inquérito ao Poder Judiciário, a polícia representou pedido de prisão preventiva.

Fonte: Portal InfocoRS

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: