BM prende segundo suspeito de assalto com morte de dona de joalheria em Ametista do Sul

Após mais de 12 horas de busca, a Brigada Militar prendeu na noite desta quinta-feira (2) o segundo suspeito de participar do assalto a uma joalheria em Ametista do Sul, no norte do Estado. O homem foi localizado na mesma casa onde, mais cedo, a polícia havia encontrado os itens roubados. Na ação dos criminosos, a proprietária da joalheria, identificada como Inês Ribeiro, foi morta com um tiro na nuca.

Na tarde desta quinta, a polícia conseguiu prender o primeiro suspeito de envolvimento no crime. Ele foi detido próximo ao matagal onde se concentra a operação de buscas montada pela BM. O local fica próximo da estrada onde o Corsa usado na fuga da quadrilha foi localizado incendiado.

Para a BM, o segundo detido seria o condutor do veículo. Os policiais realizavam as buscas em um matagal localizado próximo a casa e decidiu, ao anoitecer, mudar de estratégia e retirar as guarnições. Apenas foi mantida uma equipe observando a residência. O comandante do 37 º Batalhão de Polícia Militar, major Carlos Aguiar, afirma que ao perceber uma movimentação suspeita, os oficiais decidiram ir até o local.

– Nós percebemos que as luzes se apagaram e decidimos ir até lá e bater na porta. A mãe do indivíduo nos atendeu e parecia bastante nervosa. Ela acabou confessando que ele estava no local e pediu para que o homem saísse – relatou o comandante.

Agora, seguem as buscas ao terceiro envolvido, que seria o responsável pelo homicídio, e que estaria de posse da arma do crime. A Brigada Militar não acredita que criminoso esteja escondido no matagal, onde o primeiro suspeito foi preso.

Fonte: GauchaZH

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: