Fora de mim – Literature-se


Quem nunca achou que sua vida tinha acabado porque um grande amor não deu certo que atire a primeira pedra. Em questões afetivas, é normal haver sofrimento quando há a frustração por algo que teve fim, ou que não durou o quanto gostaríamos, ou que não chegou sequer a ser aquilo que a expectativa levava a crer que seria.

O luto pelo fim de um relacionamento visceral e o profundo sofrimento da protagonista são temas do romance Fora de Mim, de Martha Medeiros. Por meio de um monólogo da protagonista, o leitor é colocado no olho do furacão que foi o rompimento da relação. A perspectiva de tempo é diluída quando o mundo exterior e o interior não estão em conformidade, em virtude do martírio da consciência que pode representar um momento assim.
É certo que todos aqueles que já perderam o chão por causa de uma paixão se encantarão pela história. Também aqueles que sabem que, por mais escura e longa que seja uma note, ela sempre chega ao fim. Sou uma grande fã do trabalho de Martha Medeiros e esse é, sem dúvida alguma, o meu preferido dos livros dela.
A metáfora que a protagonista cria sugere que sobreviver ao fim de um relacionamento é como sobreviver a um desastre de avião, e nos dá uma breve noção da delícia que é o romance:

“Nunca sofri um acidente de avião, mas já ouvi relatos de sobreviventes. Eles percebem a perda de altitude, a potência enfraquecida das turbinas, o desastre iminente, até que acontece a parada definitiva da aeronave e ouve-se um barulho fora do normal, algo verdadeiramente assustador.

Então, após o estrondo, sobe do chão um silêncio absoluto. Por alguns segundos, ninguém fala, ninguém se move. Todos estão em choque. Não se sabe o que aconteceu, mas sabe-se que é grave. Alguma coisa que existia não existe mais.

É a quietude amortizante de quem não respira, não pensa, não sente ainda.

Só então, depois desse vácuo de existência, desse breve período em que ninguém tem certeza se está vivo ou morto, começam a surgir os primeiros movimentos, os primeiros gemidos, uma sinfonia de lamentos que dará início ao que está por vir: o depois.”

Por Viviane Debortoli

Notícias pelo Whatsapp Clique aqui e entre no Grupo do Whatsapp do Portela Online e fique por dentro das notícias. Não tem mais vaga no grupo? Envie uma mensagem para (55) 99631-9327 e solicite um novo link gratuitamente.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: