Anúncios

Bloqueio na ERS-330 – Protesto Indígena é suspenso no final de semana

Bloqueio no setor de Estiva no município de Redentora / Foto: Divulgação PRF

Atenção motoristas que precisam trafegar pela ERS-330, especificamente pelo trecho entre Tenente Portela, Miraguaí e Redentora. De acordo com informações apuradas pelo site Portela Online na manhã deste sábado, 9 de novembro, juntamente com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), os manifestantes indígenas não irão realizar protestos durante este final de semana podendo retomar na manhã de segunda-feira.

A meta dos manifestantes é atrair representantes do Ministério Público Federal ou da Polícia Federal para que se desloquem até a Reserva Indígena do Guarita para discutir sobre os conflitos recorrentes que culminou com a morte de um índio na última quinta-feira, 7 de novembro. Outros três índios ficaram feridos no ataque a tiros na quadra de uma escola no setor de Irapuá onde ocorria uma reunião da comunidade. Um suspeito foi preso e teve uma arma apreendida.

Os índios ameaçam trancar novamente a rodovia na próxima segunda-feira caso não sejam atendidos.

Os últimos bloqueios realizados foram entre os municípios de Redentora e Miraguaí, mais precisamente no setor de Estiva.

Sobre o caso

O comando da Reserva do Guarita é disputada há meses por dois grupos. Órgãos federais abriram investigações para apurar o caso.

A Polícia Federal instaurou um inquérito para apurar uma possível tentativa de homicídio contra o líder indígena Carlinhos Alfaiate. No dia 19 de outubro, a casa dele foi alvo de um incêndio e de ataque a tiros.

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou um pedido de intervenção federal à Presidência da República para garantir a segurança dos integrantes da reserva.

A Funai enviou um documento ao presidente da Funai sugerindo a intervenção na Terra Indígena do Guarita, considerando os conflitos constatados no local.

 

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: