Anúncios

Rabiscos do Silêncio – A visibilidade da alma

Deus é um ser maravilhoso, que inseriu na humanidade a capacidade de sentir, interpretar e transformar. Ele que acompanha os passos de cada um de nós, na busca constante do equilíbrio da alma, através da segurança na fé e da intenção correta dos atos que praticamos no cotidiano.

A fé é algo que faz ver Deus com a consciência livre, amor transformador e alma transparente. E quem se aplica em compreender esta liberdade de Deus, respeitando a si próprio, as outras pessoas, ao meio ambiente com amor, recebe a percepção da vida através da consciência. Seu coração fica em harmonia com paz que vem da alma, pois, Deus não retém, nem desvia seu objetivo de ser luz que dá visibilidade às pessoas de viverem essas maravilhas que ele destinou para a humanidade.

E a alma é como o vento que não vemos, mas ele existe e por existir transmite vida a todos os seres vivos através do exercício da respiração e transpiração. Assim como o calor ou frio, que não se veem. Porém o que poderemos sentir são as consequências do calor e do frio que podem ser benéficos ou acarretar em prejuízos se não nos prevenirmos. Exemplo disso é quem trabalha no preparo da alimentação, sabe que precisará de lenha ou gás para que tenha fogo. Ele ou ela podem ver o fogo que aquece o fogão, mas o calor que dá consistência ao alimento não consegue ver.

Inverte-se a consequência do frio. Alguém viu o frio nestes dias de inverno?  Ninguém viu, mas todos nós sentimos o vento gelado que fez baixar as temperaturas, com formação de geada e chuva de neve, consequentemente precisamos nos proteger, agasalhando nosso corpo das dores físicas que o frio pode causar. Outra consequência que se percebe são flores, árvores, pastagens além de tantos outros vegetais da cultura do verão que morreram.

Assim acontece com a alma, ninguém consegue ver através do olhar físico, mas sim pelo olhar da fé, ou seja, através de tudo o que indica  luz da verdade na consciência.  Quando praticamos atos que correspondam à vontade de Deus como: perdão, amor e paz, conseguiremos  sentir a vida pela presença da alma na manifestação das pessoas necessitadas de motivação e confiança.  Mas quando desprezamos o sentido da verdade e anulamos a presença de Deus através da mentira, exclusão ou indiferença, promovendo intranquilidade no interior das pessoas, não conseguimos sentir a alma no calor do coração.

É muito compensador quando procuramos aquecer o interior das pessoas com amor. Esse amor corrige as dúvidas, aceita as falhas e abre caminhos de renovação na consciência dos necessitados de esperança. A esperança não deixa as pessoas viverem de ilusões deste mundo, mas projeta-nos à procura por Deus na compreensão da vida. São muitas pessoas  que vivem na tibiez da alma com convivência marcada por muitos dissabores e provando de sofrimentos com o cotidiano.

E estamos neste mundo para fortalecer a dimensão da alma com a promoção da paz:  alimentando as certezas, caminhando na justiça e respeitando a consciência das outras pessoas, valorizando nossa alma com os ensinamentos que Jesus Cristo traçou na sua vida, morte e ressureição, procurando praticar o bem, com tudo o que indica responsabilidade  na visão da busca do conhecimento de Deus.

São muitas pessoas inseguras, colhendo dúvidas quanto ao futuro na alma,  precisamos valorizar essas dúvidas e transformá-las em sinais de esperança, elevando a sua autoestima. Fortalecendo a sua caminhada  com coragem, fé e motivação. Essas pessoas sofrem de escuridão na consciência, precisando de luz no esclarecimento com amor. E quem tem arquivado em sua mente: mágoas e ressentimentos, necessita de oportunidades para poder desfazer os entraves que prendem a liberdade do corpo na alma.

As pessoas que se perdoam vivem mais felizes, ressuscitam a coragem e sentem o seu interior vibrar com o amor que é despertado. Sabem justificar a sua presença ao mundo com a segurança em Deus. Não se perturbam, mas encontram satisfação na prática positiva que faz bem a alma. Valorizam a convivência pala visibilidade da consciência e fortalecem a fé de quem estiver perturbado com os acontecimentos transitórios da sociedade.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: