Rio Grande do Sul registra as duas primeiras mortes por gripe em 2019

Vacina contra a gripe é oferecida em postos de saúde para gestantes, crianças, idosos, doentes crônicos e professores — Foto: Daniel Castellano/SMCS

As duas primeiras mortes por gripe em 2019 no Rio Grande do Sul foram registradas nesta semana pela Secretaria Estadual da Saúde. Os pacientes tinham mais de 70 anos, pertenciam a grupos de risco e não foram imunizados, pois foram internados antes do início da campanha para idosos.

A morte mais recente ocorreu no último sábado, 11 de maio, em São Gabriel. O paciente, de 71 anos, era portador de diabetes e havia contraído o tipo de vírus influenza A H1N1. Antes, em 2 de maio, uma de 79 anos, que morava em Barra do Ribeiro e tinha imunodeficiência crônica, morreu após ter sido internada em Porto Alegre com infecção pela variação H3N2.

Segundo o governo, os dois pacientes procuraram atendimento e relataram desconforto respiratório, com tosse, dor de garganta e febre. Eles foram levados para Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), e medicados para gripe A.

O governo contabiliza que, contando as duas vítimas, foram registrados no estado nove casos de contágio por algum dos três tipos de vírus influenza.

Campanha de vacinação

Neste ano, a vacinação teve início no dia 10 de abril no estado, mas apenas para gestantes e crianças de até 6 anos. Desde 22 de abril, pessoas acima dos 60 anos, doentes crônicos e professores também podem ser imunizados.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: