BM confirma identidade de homem morto em confronto em Campina das Missões

O cerco, que chegou ao sexto dia, mobiliza em torno de 150 policiais militares | Foto: Brigada Militar

A Brigada Militar confirmou, nesta segunda-feira, a identidade de homem baleado e morto durante um confronto ocorrido nesse domingo, 28 de abril, em Campina das Missões, entre policiais militares e parte da quadrilha que assaltou um Banco do Brasil em Porto Xavier. Trata-se de Izaquiel Gonçalves Souza, de 52 anos, natural de Porto Alegre. As buscas aos demais integrantes do grupo que participou da morte do soldado Fabiano Heck Lunkes, de 34 anos, chegaram ao sexto dia.

A suspeita é de que outros três criminosos ainda estejam nos matagais. Em torno de 150 policiais militares estão em revezamento e sob comando do major Valtair Dornelles, responsável pelo 4º Batalhão de Polícia de Área de Fronteira. A BM pretende manter o cerco na região com incursões durante o dia na mata, até para garantir a segurança do perímetro no período noturno, quando existe restrição da visibilidade. O Batalhão de Aviação da BM também participa das buscas.

Continua após a publicidade...
Continua o texto...

Souza, que estava foragido, foi preso em 2013 pela Polícia Federal, que à época investigava uma quadrilha de roubos a bancos e sequestro de gerentes e tesoureiros de agência bancárias. A PF deflagrou ações entre julho e setembro daquele ano que resultaram na apreensão inclusive de uma submetralhadora calibre 9mm, uma metralhadora calibre 7.62 antiaérea e outras armas, além de mais de dois quilos explosivos. Dezoito pessoas foram presas na ação realizada há seis anos.

Além do morto, os policiais militares conseguiram capturar três envolvidos no ataque ao Banco do Brasil em Porto Xavier no final de semana. Um dos criminosos era um policial militar aposentado, de 59 anos. Ele teria prestado apoio logístico à quadrilha ao ceder um sítio de sua propriedade como base operacional na zona rural de Porto Xavier. Dias antes, nas buscas, o efetivo da BM já havia recolhido dois fuzis, um revólver e uma pistola, além de dinheiro, munição e outros materiais deixados para trás na fuga dos criminosos.


Fonte: Correio do Povo

Post Author: Portela Online