Em Horizontina ocorre o juri de irmãos que concretaram mulher em Churrasqueira

Foto: Divulgação TJ RS

Júri dos irmãos Alan Diego Heissler e Luís Felipe Heissler começou às 8h45m, na Câmara de Vereadores de Horizontina. A sessão é presidida pelo Juiz de Direito Danilo José Schneider Júnior, titular da 1ª Vara Judicial do Foro da Comarca de Horizontina.

Pela manhã, foram ouvidas quatro testemunhas de acusação. A defesa não arrolou testemunhas. O réu Alan Diego Heissler já foi ouvido.

Caso

Os irmãos são acusados da morte de Jaciele Daiane Silva dos Santos, de 22 anos. Segundo a denúncia do Ministério Público, a vítima e o acusado Alan Heissler conviveram em união estável por 5 anos e estavam separados há mais de um ano, quando foram deferidas medidas protetivas em favor de Jaciele.

Na data do homicídio, 5/10 de 2015, ela foi atraída por Alan até a casa dele com a promessa de receber um notebook. A denúncia aponta que os irmãos planejaram o assassinato dela, pois Jaciele se negava a reatar o relacionamento. A acusação é de que eles a mataram com um tiro na cabeça, cortaram os membros superiores e inferiores, queimaram o corpo e concretaram os restos mortais em uma churrasqueira. Os policiais só descobriram o que houve 18 dias depois, em uma vistoria na casa.

Na sentença de pronúncia, Alan Diego Heissler foi acusado de homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio) e ocultação de cadáver. O irmão dele, Luís Felipe Heissler, por ocultação de cadáver.

O resultado do julgamento deve sair até o fim da tarde.

 

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: