Mais uma prisão realizada pelo MP, desta vez em Supermercado de Redentora

Gerente de estabelecimento foi presa devido a irregularidades graves no estabelecimento

Supermercado da Cotricampo, filial de Redentora, foi totalmente interditado / Foto: Divulgação MP

Um Força-Tarefa do Programa de Segurança Alimentar do Ministério Público (MP) vem desenvolvendo a fiscalização de estabelecimentos comerciais da região em especial mercados e supermercados.

Ontem, 23 de abril, a fiscalização em Campo Novo resultou na prisão do proprietário de um dos estabelecimentos – leia aqui – e a apreensão de pelo menos 3 toneladas de alimentos de produtos sem condições de consumo.

Nesta quarta-feira, 24 de abril, foi a vez de Redentora, onde o MP autuou e interditou totalmente a filial do Supermercado Cotricampo em Redentora. A gerente do estabelecimento foi presa por crime contra as relações de consumo. Segundo o MP, o motivo que levou a prisão foi a identificação de problemas higiênico-sanitários graves em todas as áreas, além de grande quantidade de carne sem procedência (toneladas), vencidas e embaladas com moscas. Ainda segundo o MP, também haviam produtos fora do prazo de validade, fora da temperatura ideal, estragados, armazenados de forma incorreta e apodrecidos.

A Cotricampo de Campo Novo também foi autuada pelo MP na operação realizada na terça-feira naquela cidade.

Participaram da operação o coordenador do Grupo de Atuação especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Segurança Alimentar), Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, representantes da Vigilância Sanitária Municipal de Redentora, Secretarias de Estado de Agricultura e de Saúde e Decon.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: