Polícia identifica dupla suspeita de matar pai e filho em Estância Velha


A Polícia Civil anunciou na manhã desta segunda-feira, 22 de abril, a identificação da dupla de criminosos suspeita de assassinar pai e filho durante assalto na Elaine Óptica e Relojoaria, em Estância Velha, no último dia 10. Os homens, identificados como Rafael Santos Domingues, 19 anos, e Davi dos Santos Mello, 20 anos, estão foragidos e já tiveram as prisões preventivas decretadas. A investigação é conduzida por uma força-tarefa de quatro delegados e 15 agentes. Titular da DP de Estância Velha, o delegado Márcio Niederauer explicou que a dupla cortou o cabelo e fez a barba, inclusive com pigmentação, em uma barbearia da vila Brás, em São Leopoldo, três dias antes do roubo. Ele não descartou que os indivíduos estejam usando as joias levadas do estabelecimento comercial para conseguirem se manter em fuga.

Niederauer observou ainda que um deles escondeu uma tatuagem na mão mediante maquiagem, conforme análise da imagem do assalto registrada por uma câmera de monitoramento da loja. “Ela tinha uma coloração diferente da outra. Tinha a mão esquerda tatuada e tentou esconder com produto cosmético”, explicou. O delegado acrescentou ainda que não foi comprovado até o momento que os homens estavam disfarçados com narizes falsos, mas os óculos usados e cabelos aparados tiveram o objetivo de esconder os verdadeiros rostos.

O estratagema dos ladrões, porém, não teve êxito. Eles foram reconhecidos até por familiares. Armados com revólveres calibres 38, ambos atiraram e mataram as vítimas, Leomar Jacó Canova, 59 anos, e Luis Fernando Canova, 35 anos.

Na semana passada foram cumpridos quatro mandados judiciais na vila Brás, em São Leopoldo, e bairro Santo Afonso, em Novo Hamburgo, onde os suspeitos poderiam estar escondidos. Os policiais apuraram que os doisfugiram no dia seguinte ao crime devido à repercussão. Eles foram identificados dois dias depois do latrocínio.

O trabalho investigativo reuniu provas consideradas “robustas” contra a dupla. Além das imagens da câmera de monitoramento, os policiais civis obtiveram depoimentos de testemunhas e de familiares, além de reconhecimentos fotográficos. A participação de uma terceira pessoa não está comprovada até o momento, entretanto, a investigação tenta ainda elucidar a dúvida. O envolvimento com o caso de um Ford Focus, com placas clonadas e roubado, encontrado no km 247 da BR 116, em São Leopoldo, permanece uma incógnita.

Dentro do veículo foi encontrado um celular que está sendo periciado. A quebra judicial do sigilo telefônico já foi deferida. Por sua vez, o Honda City localizado na rua Ceará, perto da BR 116, em Novo Hamburgo, foi efetivamente usado na fuga após o assalto. Nele havia roupas e dois pares de óculos. “Esse veículo foi roubado em Porto Alegre e estava com placas clonadas”, assinalou o delegado Márcio Niederauer.

ReproduçãoNotícias Relacionadas

Vítimas de latrocínio em Estância Velha serão sepultadas na manhã desta quinta-feira

Imagens fortes – Pai e filho reagem a assalto e são mortos no RS (vídeo)

Fonte: Correio do Povo

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: