Comprometidos com a Verdade – Rabiscos do Silêncio

A verdade faz bem a saúde, pois ela nos liberta das amarras e dos entraves que a mentira provoca nos nossos sentimentos. Quem mente engana a si próprio e não sabe da bagunça que isso faz no coração das pessoas.

E a verdade nos traz alegria, paz e impulsiona a viver o amor de uma maneira transparente, respeitosa e equilibrada. A pessoa que procura ser verdadeira no falar, sentir e no conviver, contempla a dimensão do outro como sendo a sua própria imagem e tem mais facilidade em compreender os desígnios de Deus como sendo a manifestação da sua vontade. E Deus é a essência da verdade.

Quem sente essa essência em sua caminhada, não fica formulando coisas enganosas para encobrir a verdade com a mentira. E a mentira não faz parte da essência de Deus que é pureza de tudo que existe. São muitos argumentos, testemunhos e fatos que criados para enganar, extorquir ou manipular a verdade como sendo a maior das conquistas.  No entanto a maior conquista é aquela que nasce da liberdade das pessoas de poderem se manifestar sobre seus direitos, num espírito democrático que contemple a essência da luz da verdade.

A terra com suas riquezas é uma verdade que vem da essência de Deus que constituiu a natureza para que todas as pessoas possam usufruir desta riqueza como sendo um bem universal. E o que se percebe é uma manipulação de ideias interesseiras para desfazer a prática do bem comum. Na destituição de líderes populares que desejavam  que as riquezas das suas terras fossem repartidas com o povo que as gerou. Na formulação de tecnologias “inovadoras” que sufocam a comunicação, produção de alimentos e a relação entre as pessoas.

É preciso sentir a verdade como um caminho para nossa existência, pois quem comunica a verdade vive mais leve e transforma o sentido de existir das outras pessoas. Nesse sentido é encantador poder ver os pais que pegam o filho no colo, rezam com ele, ajudam nas tarefas escolares, compartilhando da verdade que o amor lhes comunica. A criança vai sentir confiança, aconchego e segurança em sua vida, encontrará mais facilidade em dividir os seus anseios, dependências. E crescerá olhando a vida através do horizonte contemplativo, na robustez de possibilidades.

Diferentemente de uma criança que encontra lares destruídos pela mentira de pais que não dialogam, brigam e não compartilham da dimensão de uma convivência pura e sincera. Aí existe o perigo desta criança ver a vida somente pela dimensão da horizontalidade, fechada em si mesma. Achará o recurso das más companhias, das drogas e outros fatores que não produzem equilíbrio no existir. Destruíndo a vida com a mentira produzida pelos corações dos seus pais.

Por outro lado, é muito saudável perceber que existem muitas fontes que propagam a verdade na paz de nossos sentimentos. São os professores, os comunicadores dos diversos meios de comunicação que transmitem verdades nas suas programações, as pessoas que traduzem as suas vidas ao cuidado dos idosos e crianças mal amadas. Estes são alguns dos exemplos que fazem a vida ser vista como uma grande prova da existência de Deus em nossa experiência.

Mas existem pessoas que sofrem das agressões da mentira. Que vivem sem receber o toque do silêncio do nosso coração como presença que marque suas vidas. São todas as pessoas reprovadas por nossos sentimentos que sofrem pela falta desse amor. Pessoas que encontramos nas nossas casas, no local de trabalho ou na rua e que muitas vezes necessitam receber uma saudação mais contagiante e que faça com que se sintam bem com a valorosa atenção da verdade.

A verdade faz bem em todas as circunstâncias da vida, ela nos conduz a plenitude transformadora da presença de Deus e nas coisas que ele fez, por isso precisamos amar-nos uns aos outros como ensinou- nos o nosso amigo e irmão Jesus Cristo. Não existem razões para destruir-nos pelo ódio,  ganância e mentira, enviando pensamentos com ações condenatórias às pessoas necessitadas  que convivem  em nossa sociedade. É preciso seguir trabalhando para que a paz, a justiça e o perdão sejam a tradução de um mundo com mais esperança para todos nós.

Por Carlos Staczewski

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: