Polícia ouve autor de atropelamento de catador de papel

Entrevista será publicada nas próximas horas

Site Portela Online entrevistou o delegado e comissário de polícia sobre este caso / Foto: Reprodução

O Delegado de Polícia de Tenente Portela, Vilmar Alaídes Schafer, informou durante uma coletiva realizada com a imprensa na Delegacia de Polícia que o autor do atropelamento que resultou numa pessoa gravemente ferida na madrugada da última segunda-feira, se apresentou com um advogado, prestou depoimento e alegou não ter visto o catador de papelão e que não teria parado para prestar socorro pois teria ficado com medo de represálias por parte de outras pessoas.

Antônio da Silva empurrava seu carrinho de coletas de recicláveis pela avenida Redenção quando às 3h54m foi atingido nas costas por um Gol Branco. O catador foi arrastado por pelo menos 10 metros. Ele sofreu fratura em ambas as pernas e está internado na UTI do Hospital Santo Antônio. Seu estado de saúde é estável segundo informou o HSA.

De acordo com o Delegado de Polícia, a versão do condutor do carro será contraposto com as demais provas colidas no inquérito e que somente depois disso poderá avaliar se a conduta do motorista foi dolosa ou culposa, ou seja, se teve ou não a intenção de cometer o crime. Conforme a autoridade em duas semanas ele deve concluir o inquérito policial.

A Polícia chegou ao suspeito porque a rota de fuga utilizada por ele após o atropelamento foi justamente a rua da DP local onde estavam policiais civis e militares trabalhando em outra ocorrência. Os policiais teriam ouvido o estrondo provocado pela colisão e logo a seguir visualizaram o carro danificado passando em frente a delegacia.  Na sequencia a polícia apreendeu o carro suspeito abandonado na avenida Perimetral, que estava em nome de outra pessoa, mas receitas médicas que estavam no interior do veículo denunciaram quem realmente estaria de posse do Gol.

Conforme o delegado, após o interrogatório o autor foi liberado pois não havia mais flagrante e pela ausência de decreto de prisão cautelar. Ele não teve o nome revelado.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: