Anúncios

Casal portelense revela angústia com filho que integra a equipe Sub-15 do Flamengo

Foto: Arquivo Pessoal

Um jovem atleta, natural de Tenente Portela, escapou de estar no local da tragédia que vitimou dez jogadores da base do Flamengo, nesta sexta-feira (08), no Rio de Janeiro. Erik Ribeiro, de 14 anos, integra a equipe Sub-15 do clube carioca e, desde o início de fevereiro, está no Rio. As informações foram repassadas de forma exclusiva à Rádio Alto Uruguai, pelos seus pais.

Ele chegou a pernoitar por um dia no Ninho do Urubu, centro de treinamentos do rubro-negro, que acabou tendo parte de sua estrutura incendiada na madrugada de hoje. Mas logo depois, foi hospedado por seu empresário em uma casa, próxima ao CT, o que evitou que estivesse no local da tragédia nesta sexta. Erik era colega de time de três atletas que acabaram morrendo no incêndio.

Na manhã de hoje, seu pai, Elvis Ribeiro, tranquilizou os familiares e amigos, publicando em seu perfil no Facebook que o jovem Erik passa bem e não estava no alojamento do Ninho do Urubu: “Venho aqui dizer Obrigado Deus, obrigado Deus…e comunicar aos familiares e amigos que meu filho Erik Ribeiro está bem pela graça de Deus….!!!!”, escreveu Elvis na rede social.

O pai relatou que Erik está bastante abalado com o fato. Para esta sexta-feira estava previsto um jogo no estádio do Maracanã, envolvendo a equipe sub-15 do Flamengo.

Um pouco mais da história de Erik

O meio-campista Erik é indígena, filho de um casal de professores indígenas de Tenente Portela: Elvis Ribeiro e Diva Cleci Claudino. Eles residem na localidade de Três Soitas, na Terra Indígena Guarita.

Em agosto de 2018, Erik foi aprovado em teste das categorias de base do Flamengo, em Curitiba (PR). Já no mês de dezembro, acabou sendo aprovado em teste realizado no Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro, onde se estabeleceu desde o início de fevereiro de 2019.

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: