Governo Leite: quem são os secretários já confirmados

Foto: Portela Online

O governador eleito Eduardo Leite (PSDB) pretende contar com 22 secretários no seu mandato, que começará em 1º de janeiro de 2019. Os primeiros nomes anunciados foram Marco Aurelio Santos Cardoso, na Fazenda, e Otomar Vivian, na Casa Civil.

 — Sempre que me perguntam se o governo será técnico ou político, eu digo que não há oposição entre uma coisa e outra. Tem que reconhecer as forças políticas que estão estabelecidas. Tem uma Assembleia Legislativa, 55 deputados, é natural que identifiquemos, nos partidos que têm disposição, as figuras que podem nos ajudar — disse Leite.

Continua após as publicidades...
Continua o texto...

Confira quais são os nomes já anunciados:

 

Fazenda

Marco Aurelio Santos Cardoso

Divulgação / BNDES
Divulgação / BNDES

Funcionário de carreira do BNDES e superintendente de crédito do banco de fomento. Na prefeitura do Rio, durante a gestão de Eduardo Paes, foi secretário da Fazenda de 2012 a 2016. Antes disso, ocupou a subsecretaria do Tesouro Municipal de 2009 a 2012.  Em 2016, assumiu a área de crédito do BNDES a convite de Maria Silvia Bastos Marques. Confira a entrevista com o secretário.

Casa Civil

Otomar Vivian

Jean Pimentel / Agencia RBS
Jean Pimentel / Agencia RBS

Filiado ao PP, tem mais de 30 anos de vida pública. De 2009 a 2010, foi chefe da Casa Civil do governo de Yeda Crusius (PSDB). Entre 1996 e 1998, comandou a Secretaria de Administração e dos Recursos Humanos na gestão de Antônio Britto (PMDB). Foi prefeito de Caçapava do Sul, deputado estadual  e teve três passagens pela presidência do IPE, cargo que deixou em fevereiro de 2018. Confira a entrevista com o secretário.

Planejamento

Leany Lemos

reprodução / Twitter @leanylemos
reprodução / Twitter @leanylemos

Formada em Letras pela Universidade de Brasília, com pós-doutorado em Ciência Política pelas universidades de Oxford e Princeton e é servidora de carreira do Senado. Foi secretária do Planejamento do Distrito Federal até julho de 2018, quando deixou o cargo para disputar o Senado, mas concorreu como suplente da senadora eleita Leila do Vôlei. A escolha de Leany nasceu de uma consulta do economista Aod Cunha, feita a pedido de Leite.

Comunicação

Tânia Moreira

PSDB / Divulgação
PSDB / Divulgação

Jornalista com larga experiência em campanhas eleitorais, foi secretária de Comunicação de Nelson Marchezan na prefeitura de Porto Alegre. Fez a campanha de televisão de Eduardo Leite na corrida pelo Piratini e está trabalhando na transição desde o primeiro dia. Vai comandar a Secretaria da Comunicação do Estado.

Procuradoria-Geral do Estado

Eduardo Cunha da Costa

Eveline Medeiros / Palácio Piratini
Eveline Medeiros / Palácio Piratini

Trabalha na PGE desde maio de 2007. Entre 2011 e 2014, atuou no Tribunal de Contas do Estado como Agente Setorial e representante dos interesses da administração pública estadual. Em dezembro de 2016, assumiu como procurador-geral Adjunto para Assuntos Jurídicos. É doutorando em Direito pela Universidade de Roma, foi professor convidado da Columbia de Nova York e da Universidade Paris II.

Meio Ambiente e Infraestrutura

Artur Lemos

Divulgação / Divulgação
Divulgação / Divulgação

Advogado de formação, Lemos tem 38 anos, coordenou a bancada do partido na Assembleia e assessorou o deputado Lucas Redecker (PSDB). Atuou no governo de José Ivo Sartori como adjunto de Redecker na pasta de Minas e Energia e, em 2017, como titular da pasta. Deixou o governo quando o PSDB saiu da base de Sartori, para preparar a campanha de Leite ao Piratini.

Cultura

Beatriz Araújo

Facebook / Reprodução
Facebook / Reprodução

Beatriz Araújo foi secretária da Cultura de Pelotas durante a gestão de Eduardo Leite. Atualmente, está na empresa Ato Produção Cultural, que trabalha com viabilização de projetos por editais e leis de incentivo, e coordenou projetos como a restauração do Museu Histórico Farroupilha de Piratini, o Natal Luz de Gramado e a Bienal do Mercosul. Também foi diretora da Fundação Theatro Sete de Abril, coordenou o restauro integral do prédio da Bibliotheca Pública Pelotense.

Fonte: GaúchaZH – Link para a matéria original

Post Author: Portela Online