Gabaritados Daqui – Culpa e Vulnerabilidade

Por que você se culpa tanto?

Continua após a publicidade...

Você sabia que a maioria das pessoas leva consigo culpas ou ainda se julga de forma cruel?

Pense em quantas vezes você não admitiu um erro seu, ou ainda se culpou diante de alguma coisa ou situação que ocorreu de forma diferente daquilo que você esperava: o atraso de alguém, o extravio de alguma coisa, o esquecimento de um compromisso, alguma palavra que você disse e foi mal interpretada e por aí vai…

Essa é uma situação muito comum em nossa vida, não é?

A grande questão é como você reage a isso. Sabe por quê?

Quando eu me julgo e me culpo, meu cérebro entende que algo errado ocorreu, e libera quantidades significativas de cortisol, o hormônio do estresse. Com isso, nos sentimos irritados, frustrados, tristes… E isso não nos auxilia a melhorar aquela siutação que desencadeou nosso julgamento e culpa.

Agora, se diante de um erro, conseguimos nos tratar de forma acolhedora e empática, nosso cérebro abre-se para novas experiências e aprendizado, sem bloqueios ou culpa. Assim, nosso erro se torna um elemento importante para que, diante de uma experiência parecida no futuro, ele reaja de forma diferente, visto que a anterior não teve sucesso.

Portanto, ser empático consigo mesmo não custa nada e somente traz benefícios e aprendizados!

Ame-se, cuide-se. Você não precisa ser perfeito. Aliás, você não é!

Então, não cobre a perfeição de si.

Aceite que todos temos falhas, mas que podemos aprender e muito com elas.
Use as falhas a seu favor!

Post Author: Yan Medeiros