Clique aqui para acessar

Rabiscos do Silêncio – Nas pegados do nosso ambiente

Quem de nós não gosta de ter um ambiente favorável ao crescimento intelectual, moral e psicológico? Que faça com que produzamos coisas boas para as pessoas, sem criar amarras de mentira, violência ou exploração?

Esse ambiente  precisa fazer com que possamos nos sentir bem com nós mesmos, com as pessoas e com Deus. Que bonita é a vida quando as pessoas sabem valorizar-se com  igualdade, sem querer procurar desfavorecer a criatividade que está presente em cada ser humano e que muitas vezes precisa ser colocada em comunhão para que possamos trabalhar, conviver e amar com segurança, sem atrapalhar as opções que cada um faz na vida.

Todos nós precisamos criar condições que expressem paz  num envolvimento sadio, responsável e harmonioso. E sentimos  paz quando aceitamos amar a Deus sobre todas as coisas e as pessoas como elas são, pois cada pessoa é presença marcante que faz da nossa vida uma busca constante pela inclusão do amor. Uma pessoa que ama marca os ambientes por onde passa com alegria, dinamismo e compreensão. Caminha com fé, compreende as direções que conduzem a verdade como alimento da alma.

E cada ser necessita de um ambiente harmonioso para o seu desenvolvimento, seja ele pertencente à natureza animal, vegetal ou inanimada. Tem suas razões de existirem, pois todos estão colocados para produzir equilíbrio para o universo. Faz muito bem, poder sair da nossa individualidade e poder encontrar-se com todas as coisas presentes neste mundo. Temos as árvores, flores, pássaros, formigas,  águas com suas fontes mares,  pedras, montanhas e solo. Tudo ocupando o seu devido espaço, assim como o sol, a lua e as estrelas que tornam nossas vidas mais alegre, rodeada de paz e confiança.

A confiança faz bem a todos os ambientes que estivermos inseridos. E saber olhar para as pessoas e captar os anseios que existem nos seus rostos, fortalece o ambiente do coração para a acolhida do amor. Não existe algo mais gratificante na nossa vida, do que amar as pessoas incondicionalmente. Nos torna leves e seguros da nossa fé na caminhada da nossa existência. Mas é preciso purificar nosso coração, tendo respeito pelas pessoas, pela natureza e com as coisas de Deus.

Muitas vezes, falta equilíbrio para podermos libertar as outras pessoas e amá-las como elas merecem. Mudar o comportamento do nosso pensamento, não guardar mágoa nem ressentimento no nosso coração evita prejuízo à convivência no ambiente de trabalho, entre vizinhos e também em nossa relação com Deus. O nosso coração é feito para receber amor, paz e alegria, transformando-os  em compromisso com a verdade.

E de todos os pensamentos desorganizados nascem ações de violência. A pessoa vai alimentando a sua mente com tudo o que brota da desconfiança, mentiras ou desiquilíbrio com sigo mesmo, até chegar ao ponto da pratica na agressão. É preciso fortalecer os laços de compromisso com o outro. Saber olhar-se a si mesmo, tendo calma, procurando dialogar com o nosso interior, com as pessoas e com o próprio Deus.

Pois cada pessoa necessita de um ambiente favorável onde possa viver a vida com dinamismo, determinismo e dedicação, sendo capaz de produzir motivação, respeito e paz com seu jeito de ser. Não sendo nulo ou ausente mesmo tendo presença física e que muitas vezes encontra-se longe de nosso pensamento, sobrecarregando o coração de coisas supérfluas, levando a consciência a produzir ambientes individualistas e sem coletividade.

É aqui, com as coisas deste mundo, que nós poderemos preparar um novo ambiente junto de Deus, pelo caminho da esperança,  tendo a pratica de uma fé verdadeira, com a segurança em Jesus Cristo, o qual preparou de antemão esse novo ambiente para todas as pessoas de boa vontade. Mas é preciso saber converter nossas más ações em amor, pois daqui só levamos o que construímos com muito amor e verdade. Não se pode criar desesperança com testemunhos falsos nem justificativas que confundem a fé das pessoas, neste novo ambiente que  teremos de maneira definitiva após passarmos para outra dimensão além das nossas pegadas terrenas.

Fechar
%d blogueiros gostam disto: