Vídeo mostra advogada que caiu de prédio sendo agredida pelo marido

Reprodução

A advogada Tatiane Spitzner, encontrada morta no fim do mês de julho depois de cair do quarto andar do prédio em que morava, em Guarapuava, região central do Paraná, foi alvo de agressões do marido, Luis Felipe Manvailer. Imagens das câmeras de monitoramento do edifício, divulgadas nesta sexta-feira, mostram que Tatiane recebeu tapas e chutes de Manvailer antes da queda do apartamento em que o casal residia.

Os vídeos ainda registraram o momento em que Manvailer retira o corpo de Tatiane da rua, minutos após a queda, para levá-lo para dentro do prédio. O homem, considerado o único suspeito da morte da advogada, está preso preventivamente na Penitenciária Industrial de Guarapuava, no interior do Paraná. Nessa terça-feira, ele foi indiciado por feminicídio pela Polícia Civil. Em depoimento à Polícia, ele negou que tenha jogado a vítima do quarto andar.

De acordo com a polícia, o marido da advogada Tatiane foi indiciado por homicídio qualificado por motivo torpe e uso de meio cruel que impossibilitou a defesa da vítima, além da condição do sexo feminino.

 

Fonte: Correio do Povo

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: