Espaço do Internauta – Um martírio diário: o transporte público!

Muitas questões do cotidiano levam o cidadão a refletir sobre como as coisas são e como poderiam/deveriam ser. Uma dessas situações levou a internauta Sabrina Portela, que é professora de biologia da rede estadual e ministra aulas do curso de auxiliar de laboratório e análise clínica no município de Canoas, a nos encaminhar  o seguinte texto:

Um martírio diário: o transporte público!

Ao utilizar o transporte público podemos descrever várias sensações nada favoráveis, veículos extremamente lotados em péssimas condições, passagem com alto valor que não condiz com serviços prestados. O trabalhador muitas vezes, além de deslocar-se por um longo trecho, ainda enfrenta uma tortura diária, com transportes sujos, com assentos quebrados, sem ventilação, inseguros e ainda sem contar que, muitas vezes, se depara com indivíduos que não tem por prática os hábitos de higiene, infetando ainda mais o local.

O que observarmos é cansaço físico e mental dos usuários destes transportes, sendo que por vezes o que mais cansa não é rotina profissional, mas sim o deslocamento convertido em um martírio urbano.

Segundo dados OMS (Organização Mundial da Saúde) o transporte coletivo é também uma questão de saúde pública, uma vez que um transporte eficiente diminuiria o número de carros nas cidades, reduzindo os índices de acidentes, poluição, acidentes, inatividade física, entre outros.

Para modificar e realizar melhorias no transporte público no Brasil é preciso repensar a questão da mobilidade urbana e democratizar o acesso às cidades, para que a necessidade de deslocamento em longas distâncias diminua. Além disso, é preciso fazer política de investimentos em transporte público, modernizando-o e garantindo o seu acesso à população, pluralizando os meios de transporte para além do ônibus, com a instalação de veículos como trens, metrôs e ciclovias.

Sabrina Borges Portela
Bióloga e Professora

Artigos relacionados

Fechar
%d blogueiros gostam disto: