Rabiscos do Silêncio: Chá Literário – Portela Online
Clique aqui para acessar

Rabiscos do Silêncio: Chá Literário

Que beleza é poder sintonizar-se com algo diferente e que marca profundamente a nossa vida, movendo a expectativa de desenvolver a capacidade de criar, modificar ou deixar acontecer, pela interpretação que nos ajuda a perceber dentro de nós a liberdade interior que precisa ganhar assas para voar em busca do novo que faz acontecer a evasão de uma realização mais suave dentro do espirito social.

Neste sentido tive a honra de participar do primeiro “Chá Literário” promovido pela Escola Municipal Arcelino Soares Bueno, no bairro Operário de Tenente Portela, no dia 17 de abril. Marcado pela bela sintonia entre as apresentações das crianças, professores e também marcante presença das mães, foi algo surpreendente que teve um brilho significativo na energia da entrega transparente que brotou na concentração da comunicação teatral de cada peça literária que fora apresentada.

São esses momentos que mostram a valorosa dinâmica que acontece quando se criam possibilidades de fazer despertar nas crianças a novidade, ajudando-as a saírem da rotina e a trabalhar com o desenvolvimento de novas ideias na construção intelectual que elas merecem receber, pois estão com a maturidade da vida em plena harmonia e precisam de valorizações para perceber os detalhes da organização que a vida traz na condição que lhes pertence.

E a criança aprende fazer da vida uma resposta da coletividade na leitura das teorias juntando a criatividade da pratica através do seu mundo imaginário, pois abastece a sua mente com tudo o que a deixa trabalhar com emoções e volta para a sala de aula com outra dimensão de valores com o espirito de coleguismo renovado.

Isto me fez recordar da minha infância, na escola Municipal Marcílio Dias, na localidade de Alto Alegre, que estudei quando era criança, onde também se promoviam atividades entre as comunidades mais próximas, com jogos, festividades e apresentações, tudo à contento dos alunos. Mas antes se passava por um processo de ensaios para que quando chegasse no dia pudesse estar com a peça teatral bem decorada e sem esquecer nem um detalhe.

Lembro-me, de certa feita em que eu frequentava o segundo ano do primário, a professora Nadir Terezinha Fleck pediu para que eu declamasse a poesia intitulada “Como é bom ser Brasileiro”. Subi no palco e comecei a formar gestos de acordo com o dizer de cada estrofe, e cheguei no fim com um suor na testa, por pensar que não tinha agradado as pessoas, porém, logo após o almoço, quando eu ia passando pelas escadas do salão encontrei a professora Nadir sentada, ela me chamou para o lado e me parabenizou com palavras de muita vibração. Aquelas palavras marcaram positivamente a minha vida.

E seguidamente ao nos encontrarmos com pessoas que gostam de conversas amistosas, comentamos muitas coisas que ficaram gravadas e escritas no meu subconsciente de maneira bem organizada, enriquece-me de experiências que marcam e devolvem a credibilidade do meu ser como garantia de uma infância vivida com equilíbrio junto com meus pais, irmãos, amigos, colegas e professores.

Parabéns à Escola Arcelino Soares Bueno, na pessoa da diretora Juliane Pozzebon e da vice-diretora, Luciane Setti Fontaniva, também a presença da Secretária de Educação de Tenente Portela, Irinéia Koch, professores, estudantes, funcionários, mães e à todos os organizadores que proporcionaram o primeiro Chá Literário. Ficou uma delicia essa troca de pensamentos nos licores da vida, pois a vida necessita ser compartilhar com esses tipos de chás para que a sociedade possa curar as feridas e dores causadas pelos aborrecimentos do cotidiano. E as pessoas precisam receber muito amor, principalmente as crianças que possuem na sua inocência um valor extraordinário de conteúdos espontâneos que modificam e preenchem nossos corações de novidades leves e suaves.

Foi de um brilhantismo marcante as apresentações que fizerem de todo o esforço das crianças e professores, uma grande contribuição para o sentido de despertar o algo novo que estava intrínseco na imagem transparente destes momentos, no terreno fértil de adaptar o esforço da coletividade.

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: