Governador do RS sanciona lei que reconhece importância cultural da prova Freio de Ouro

Divulgação

Um dos eventos mais tradicionais do Rio Grande do Sul ganhou destaque importante nesta quarta-feira, 18 de abril. O governador José Ivo Sartori sancionou a lei que reconhece a prova Freio de Ouro como de relevante interesse cultural do Rio Grande do Sul. A assinatura foi em solenidade no Palácio Piratini.

A ideia surgiu a partir de um projeto de lei de autoria do deputado Sérgio Turra e com relatoria do deputado Lucas Redecker, foi aprovado na Assembleia Legislativa em 27 de março. Foram 45 fotos a favor e apenas um contra. A proposta também inclui as etapas credenciadoras, classificatórias e a final no calendário oficial de eventos do RS. A lei também garante a manutenção da prova Freio de Ouro.

Segundo o tesoureiro da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Cássio Selaimen, a raça gera quase 400 mil empregos diretos e indiretos no país e movimenta mais de R$ 1 bilhão por ano.

O Freio de Ouro começou nos anos 1970, em Jaguarão, e hoje é a principal prova da raça. O cavalo crioulo, aliás, já é reconhecido como um animal símbolo e patrimônio cultural do estado por lei de autoria do deputado Frederico Antunes.

Governador Sartori sanciona a lei de autoria do deputado Sérgio Turra – Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta