PT vai ao TSE contra Huck e Faustão por abuso de poder econômico

 

Foto: Divulgação Globo

O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) entraram nessa segunda-feira, 10 de janeiro, com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a TV Globo e os apresentadores da casa Fausto Silva e Luciano Huck por praticarem, em tese, abuso dos meios de comunicação e de poder econômico. As informações foram divulgadas pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Embora tenha negado que seja candidato à Presidência em 2018, Huck é alvo do processo por supostamente ter se beneficiado da participação no programa Domingão do Faustão desse domingo.

No documento, os líderes do PT na Câmara e no Senado pedem à Corregedoria-Geral Eleitoral que seja declarada a caracterização de abuso de poder econômico e dos meios de comunicação com a aplicação das penalidades de inelegibilidade de Huck ou da cassação do possível registro da candidatura. Além disso, requerem ainda pagamento de multa.

Os parlamentares dizem que, durante o programa, houve uma “demonização da atual política, dos políticos que a representam, dos pré-candidatos que ostensivamente já se apresentaram para a sociedade como postulantes ao cargo presidencial e, de forma subliminar, a exaltação da pré-candidatura de Luciano Huck”.

Os petistas entendem que boa parte do programa se destinou a discutir a questão política, colocando Huck como uma figura “capaz de mudar a realidade vigente (…), diferente de tudo e de todos que aí se encontram”. Para os parlamentares, a emissora promove a pré-candidatura do apresentador de forma objetiva e direta, o que causa “interferência antecipada na lisura e na igualdade da disputa presidencial”.

Em novembro, Huck afirmou em um artigo no jornal Folha de S. Paulo que não tinha intenção de participar das eleições de 2018 como candidato à Presidência. No entanto, no último domingo, ele não descartou a possibilidade de se candidatar no futuro.

Durante o programa, Huck e a mulher, a apresentadora Angélica, responderam a perguntas do público e, depois, foram questionados sobre política pelo apresentador Fausto Silva. “Minha missão esse ano é tentar motivar as pessoas a que votem com muita consciência e que a gente traga os amigos que estão a fim para ocupar a política, senão não vai ter solução. Eu nunca, jamais, vou ser o salvador da pátria e o que vai acontecer na minha vida eu também não sei. Eu amo o que eu faço, eu amo estar todo sábado na televisão, eu gosto muito de estar com as pessoas, de contar as histórias. Então, o que o destino e o que Deus espera para mim, vou deixar rolar”, respondeu Huck.

Fonte:Correio do Povo, com AE

SEM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta